Anarriê: deputado paga R$ 2 milhões em datas da banda Calcinha Preta

0

O deputado federal Luiz Argolo, ex-Partido Progressista (PP) e atual Solidariedade (SDD) anda buscando novos desafios para garantir lucros que ultrapassam a casa dos milhões. Sem os holofotes de outrora no quesito política, o parlamentar – que já foi responsável pela indicação do administrador do Parque de Exposições na era pepista – decidiu atuar como empresário que é e comprou 20 datas de shows da banda Calcinha Preta.

A influência que marcou no passado o grupo político mais forte da região que abrange as cidades de Entre Rios e Cardeal da Silva – formado por ele, pelo pai e pelo irmão, o conhecido Coronel ‘Manoelito’- perdeu forças e apagou o trio do nordeste baiano.

A notícia continua após esta Publicidade

Agora, o deputado declinou para um investimento que provavelmente lhe trará bons frutos. Fontes ligadas ao site Bocão News confirmam que Argolo comprou as 20 datas da Calcinha Preta por aproximadamente R$ 2 milhões. As chances de conseguir triplicar este valor são grandes, já que a aposta recai sobre uma das maiores bandas de forró do pais, cuja agenda é disputada.

Por isso, Luiz Argolo entrou em campo e já acionou o empresário Guto Dinamus, que está responsável por vender estes shows, todos do mês de junho. Deixando de lado a coincidência, o expertise da formação de Argolo em administração o fez fechar negócio para a data certa: o São João.

A reportagem do Bocão News ligou para Guto Dinamus para saber por quanto o show está sendo vendido, além das datas chaves que só o deputado detém. O empresário não atendeu. Também foi feita a tentativa de contato com Alexandre Sopa, responsável por vender os shows da banda. Sopa não atendeu às ligações.

Por fim, o Bocão News também ligou para os dois celulares de Luiz Argolo – o de Salvador e o de Brasília – um deu caixa e o outro ele não atendeu. Provavelmente, o deputado federal já está articulando estas vendas entre as idas e vindas do Distrito Federal até a Bahia para começar o segundo semestre em alta.

Publicada no dia 20 de fevereiro de 2014, às 14h36

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here