Esconderijo tinha passagem secreta

0

As prisões de Bruno Silva Araújo, suspeito de dez homicídios em Esplanada, e de mais três criminosos na última sexta-feira (3) possibilitaram às equipes das polícias Civil e Militar, integrantes da Operação Redenção, descobrirem um esconderijo subterrâneo, na casa de um traficante de prenome Jaílson, dispondo de acesso até a área externa do terreno, visando a facilitar fugas. Situado na parte alta do bairro Timbó, o imóvel possui uma visão privilegiada da região – seu muro também tem buracos –, permitindo perceber a presença e aproximação de qualquer pessoa.

Surpreendido enquanto dormia, numa residência no mesmo bairro, com um revólver calibre 38 junto ao peito, Bruno assumiu ser integrante da quadrilha de Jaílson, fornecendo aos policiais da Delegacia Territorial de Esplanada, do  3º Pelotão de Polícia Militar e da Companhia Independente de Polícia Especializada Litoral Norte, o endereço do comparsa. O imóvel estava vazio, quando da incursão policial, mas a equipe coordenada pelo delegado titular Wagner Marinho busca localizar e capturar o seu proprietário.

Trinta policiais civis e militares participaram da segunda etapa da Operação Redenção, destinada ao cumprimento de mandados de busca, apreensão e de prisão na região de Esplanada. Além de Bruno, foram capturados o traficante Maurício Pereira Dias, o “Calango”, Álison de Jesus Oliveira, o “Júnior do Back”, acusado de tráfico e corrupção de menores e preso anteriormente por porte ilegal de arma, e Rogério de Jesus Santos, o “Poca Olho”, com passagem pela polícia por assalto a mão armada a um estabelecimento comercial.

Cisterna

Autuado em flagrante pelo delegado Wagner Marinho, por porte ilegal de arma, Bruno é apontado como autor do assassinato de um homem de prenome Túlio, dentro de uma serraria, e da execução de outro conhecido como Plínio, cujo corpo foi jogado no interior de uma cisterna, numa fazenda no bairro Timbó, em fevereiro deste ano.

Interrogados, Bruno e Poca Olho apontaram um traficante chamado Genaro, procedente do município do Conde, como o fornecedor de drogas para a região. Realizada com o apoio do capitão Saulo, comandante da CIPE,  dos tenentes André Luiz e Santana, comandante e subcomandante do 3° Pelotão de Polícia Militar, a Operação Redenção resultou ainda na apreensão de maconha, dinheiro, dois revólveres calibre 38 e máquinas caça-níqueis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here