Força Nacional de Segurança completa 10 anos

0

A Força Nacional de Segurança Pública (FN) completa 10 anos neste sábado, dia 29. Inspirada no modelo da ONU de intervenção de paz para a resolução de conflitos, a FN consolida em uma década de existência o seu lema Preparados para Tudo, que exige a utilização de capacidades e recursos para atuar em situações diversas e complexas dentro do contexto de segurança pública do país. Assim, ela representa uma resposta do governo federal com o objetivo de reduzir a violência, a criminalidade e a insegurança.

A Força Nacional é um departamento da Secretaria Nacional de Segurança Pública – Senasp – do Ministério da Justiça, concebida como um Programa de Cooperação Federativa, que se desenvolve a partir de convênios entre a União e entes federativos. É composta por integrantes da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Perícia e Polícia Civil nos estados, que atuam de forma integrada em diversas operações.

Na Bahia, as equipes da Força Nacional atuam na Operação Macuco, com a realização de policiamento ostensivo preventivo, ações de patrulhamento, abordagens e pontos bases, bloqueios e controle, em parceria com as forças de segurança locais. O planejamento operacional é para garantir a manutenção da ordem pública em áreas indígenas. Além da Bahia, há também a Operação indígena Tekohá, no Mato Grosso do Sul.

O capitão PMPB Luiz Cândito explica que é desenvolvido o policiamento motorizado no apoio às forças de segurança pública da Bahia, em ações de preservação da ordem pública e para a garantia da segurança de pessoas e garantia do patrimônio. “O foco é direcionado aos conflitos fundiários envolvendo indígenas e produtores rurais assentados, o que gera uma atuação das forças de segurança em Buerarema, Una e Ilhéus, na região sul da Bahia”, frisou.

Em comemoração à primeira década de atuação da Força Nacional, será desenvolvida uma programação cujas atividades vão relatar a prestação de serviço das equipes da FN em todo o Brasil no período.
No dia 28 de novembro, será realizada uma solenidade a partir das 19h no salão negro do Ministério da Justiça, com entrega de medalhas para personalidades que marcaram a história de dez anos e o desenvolvimento da Força Nacional.

Após as homenagens, o Ministério da Justiça apresentará uma exposição fotográfica com imagens marcantes da Empresa Brasil de Comunicação (EBC). A mostra será baseada na história de ações de policiais militares, peritos, bombeiros e policiais civis que passaram pelo Departamento. A exposição segue até a sexta-feira, dia 5.

Ainda no dia 28, os integrantes da Força Nacional realizam uma grande solenidade militar no estacionamento do Ministério da Justiça, com início previsto para 20h, logo após a abertura da exposição fotográfica. Em paralelo, será realizada uma exposição de equipamentos e objetos da FN no mesmo estacionamento e estará disponível para a população nos dias 29 e 30.

Integração – O trabalho da Força Nacional é pautado na colaboração entre os estados e do Distrito Federal. A cooperação é implementada para realizar operações conjuntas de segurança pública, transferir recursos aos estados e desenvolver atividades de capacitação e qualificação de profissionais de segurança pública.

O efetivo mobilizado da Força Nacional, além do comando, situado em Brasília, está hoje distribuído em operações nos seguintes estados: Goiás, Pará, Rondônia, Mato Grosso, Alagoas, Rio Grande do Norte, Bahia, Maranhão, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso do Sul, Acre, Amazonas, Roraima, Sergipe, Rio de Janeiro e no Distrito Federal, totalizando mais de mil profissionais, dentre estes, bombeiros militares do Grupamento de Busca e Salvamento, policias militares e civis e de perícia.

Ainda, suas atribuições não se resumem à atuação em policiamento ostensivo, mas também no combate aos crimes ambientais, ações de polícia sobre grandes impactos ambientais negativos, realização de bloqueios em rodovias, atuação em grandes eventos públicos de repercussão internacional, ações de defesa civil em caso de desastres e catástrofes, ações de polícia judiciária e perícias.
As especificidades da atuação da Força Nacional de Segurança Pública continuam se ampliando para atender demandas de policiamento em fronteiras, em grandes eventos, em unidades prisionais, como também em conflitos agrários e indígenas, e proteção de pessoas ameaçadas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here