Morto em ponto de ônibus era homicida

0

O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) já identificou o homem executado, na tarde desta quarta-feira (15), num ponto de ônibus, na Rótula do Abacaxi. Trata-se de Marcos dos Santos Brandão, o “Marquinho Palhaço”, 30 anos, condenado a 12 anos de prisão por homicídio e com mandado de prisão em aberto. No momento do crime, portava documentos falsos, em nome de Jean Carlos Sousa Cerqueira.

Informações preliminares colhidas no local, pela equipe do Serviço de Investigação de Local de Crime (SILC) do DHPP, revelam que um homem a pé se aproximou de Marquinho Palhaço, nas proximidades do ponto de ônibus, e o executou com vários tiros. O assassino ainda não foi identificado, mas a 1ª Delegacia de Homicídios (Atlântico) já trabalha com a hipótese de execução.

A notícia continua após esta Publicidade

Com diversas entradas em delegacias, ele esteve preso duas vezes, em 2002, por prática de roubo, na Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR). Em 2005, assaltou uma agência dos Correios, em Santo Antônio de Jesus, pelo qual respondia a inquérito policial.

Marquinho Palhaço é também indiciado em outro inquérito, na antiga Delegacia de Homicídios, no Barris, pela morte de Ubiraci da Silva Nascimento, em 2000. Já em 2010 foi condenado há 12 anos e seis meses de prisão pelo assassinato de Eusébio Rocha dos Santos Neto, ocorrido em 2002, em Jequié.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here