Traficantes usavam um veículo clonado

0

Os traficantes Adriano José Menezes dos Santos, o “Adriano Branco”, 32 anos, e Gilmar Martins Ferreira, 24, foram flagrados, por uma equipe da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Caatinga), no bairro Bolívia, em Valença, portando um revólver calibre 32, com cinco munições intactas. No veículo Fox, de cor branca, placa NYT-5976, onde estavam, foi apreendido também um aparelho manual usado para triturar maconha.

A dupla foi conduzida à delegacia territorial local, onde prestou depoimento ao delegado titular Raimundo Nonato Figueiredo. Exames periciais detectaram que o Fox tinha os números dos vidros e do documento diferentes dos que constavam no chassi. Foi apurado ainda que a numeração do chassi pertencia a um veículo roubado, em outubro de 2011, em Salvador.

Com passagens anteriores pela polícia, Adriano Branco e Gilmar foram autuados por posse de arma, receptação, associação para o tráfico, adulteração de sinal identificador de veículo e posse de apetrechos para o tráfico. A dupla permanecerá custodiada na carceragem daquela unidade policial, à disposição da Justiça.

Coautoria

Quatro dias depois da prisão do traficante e homicida Diogo Oliveira Santos, o “Kiko”, 20 anos, responsável pelo assassinato do usuário de drogas Maycon Douglas Oliveira Dias, 15, em Vitória da Conquista, policiais da Delegacia de Homicídios do município localizaram um adolescente de 17 anos, que confessou a coautoria do crime. Sua apreensão ocorreu em casa, no bairro Kadija, mesma localidade onde Maycon foi morto, a tiros de revólver, em 16 de abril, motivado por dívida de drogas.

O delegado Neuberto Costa, titular da DH/Conquista, apresentou o adolescente ao Ministério Público e à Vara da Infância e Juventude para aplicação de medidas sócioeducativas. Diogo Oliveira Santos está recolhido no Presídio Nilton Gonçalves, desde 25 de abril, quando os investigadores o surpreenderam num imóvel, também no Kadija, com 90 pedras de crack,  R$ 270, um revólver calibre 38 e cinco munições. Esta arma foi a mesma utilizada para assassinar Maycon Douglas.

Crack

Num imóvel utilizado como ponto de tráfico, no bairro Miro Cairo, investigadores do Núcleo de Tóxicos e Entorpecentes (NTE) de Vitória da Conquista apreenderam 240 pedras de crack e material para embalagem, pertencentes a um adolescente. Sua mãe, Juliana Rebouças da Silva, 32 anos, que escondia em casa uma pistola calibre 22, foi autuada em flagrante por posse ilegal de arma.

Encaminhado ao Distrito Integrado de Segurança Pública (Disep), em companhia da mãe, o adolescente infrator foi ouvido, na presença de um advogado, e liberado. As pedras de crack seguiram para perícia no Departamento de Polícia Técnica (DPT).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here