Barramar para de rodar e linhas são assumidas por outras empresas

0

A Viação Senhor do Bonfim, conhecida como Barramar, empresa de ônibus que fazia 41 linhas em Salvador, encerrou as atividades desde o domingo (1°).

As linhas passaram a ser assumidas por outras empresas que operam na cidade. A maioria das rotas passa pela Estação Pirajá.

A notícia continua após esta Publicidade

Nesta segunda-feira (2), primeiro dia últil após a mudança, começa o processo de rescisão do contrato dos trabalhadores. “Os funcionários vão ser encaminhados para as outras empresas de ônibus que assumiram as linhas da Barramar. Sobre os ônibus, alguns são locados e vão ser devolvidos, outros, os mais novos, vão ser negociados”, relata.

O fechamento foi comunicado pelo secretário municipal de Urbanismo e Transporte (Semut), Fábio Mota, e negado inicialmente pela empresa. Já na sexta-feira (30), o diretor José Carlos disse que a empresa ainda estava “lutando” para não parar. Segundo a Semut, a Barramar não tem mais condições financeiras de operar o transporte na capital baiana.

A Barramar tem 1,2 mil funcionários que operam frota de 240 ônibus. Embora circule por todo o muncípio, maior parte da frota está concentrada na Estação Pirajá. Do local saem todos os dias 120 veículos da empresa.

A Transalvador informou, na sexta-feira, que remanejou 55 linhas da Barramar para 15 empresas. 218 ônibus da frota foram redistribuídos. De acordo com o órgão de trânsito, a organização foi feita com base em critérios técnicos, levando em consideração o equilíbrio do transporte público da cidade.

Entenda o caso
Na quinta-feira, Fábio Mota informou que o presidente da empresa, José Lourenço, que mora em Aracaju (SE), encaminhou carta para a Semut informando a situação. “A previsão é de que pare atividades a partir do dia 1º de junho”, disse Mota na ocasião.

José Carlos voltou a afirmar que não houve falência da Barramar. “Continuamos honrando com nossos compromissos. Uma empresa que paga os seus funcionários corretamente não está falida”, opinou. O diretor local da Barramar disse que uma prova de que a empresa está em pleno funcionamento é o fato de que foram comprados, nos últimos dias, 22 novos ônibus para compor a frota.

Procurada pela nossa reportagem,  a Superintendência de Trânsito e Transporte de Salvador (Transalvador) emitiu nota confirmando a existência do problema e afirmando que “o processo corre em sigilo e nada pode ser divulgado, para que não atrapalhe os trâmites da negociação”. Ainda assim, o órgão ressalta, por meio de nota, que “todas as medidas para garantir que a população não seja prejudicada estão sendo tomadas e em breve o resultado das negociações será divulgado”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here