Bebê fica gravemente ferido após ser atingido por bomba de gás lançada por PMs em festa na Bahia

0

Um bebê de seis meses ficou gravemente ferido após ser atingido na cabeça por uma bomba de gás lançada por policiais militares, durante uma festa de aniversário que era realizada em uma rua do bairro de São Marcos, em Salvador. O caso ocorreu no domingo (27).

Conforme a Polícia Militar, a equipe envolvida na situação foi afastada e apresentada ao Departamento de Promoção Social (DPS), onde deve ter acompanhamento psicológico.

Segundo informações dos moradores da comunidade Recreio, onde a festa acontecia, policiais da 50ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Sete de Abril) chegaram em uma ação para terminar com a festa, que acontecia no meio da rua. A equipe teria utilizado bombas de gás lacrimogênio e spray de pimenta para dispersar a multidão.

De acordo com Jessica Maciel, mãe da menina Agatha Sophia, os estilhaços de uma das bombas atingiram a cabeça da criança, que estava no colo dela, no momento da confusão. Desde domingo, o bebê está internado no Hospital Geral do Estado (HGE), sem reação e com suspeita de traumatismo craniano.

Em nota, a assessoria da Polícia Militar afirmou que foi informada, na segunda-feira (28), sobre um bebê de seis meses que ficou ferido durante a dispersão de uma competição de som conhecida por “paredão” e foi socorrido para o Hospital Geral do Estado (HGE). No mesmo dia, um Inquérito Policial Militar (IPM) foi instaurado para que as circunstâncias que levaram ao ferimento do bebê sejam apuradas e todos os envolvidos sejam ouvidos, informou a corporação.

O órgão informou que a 50ª CIPM recebeu a informação por telefone que havia um “paredão” com o uso de dois veículos, além de uso de bebidas alcoólicas e consumo de drogas, impedindo a chegada e saída dos moradores da região.

A Polícia Militar informou que os policiais militares envolvidos na ocorrência relataram que quando eles chegaram ao local, uma multidão cercou as guarnições e que não havia outra alternativa para salvaguardar a integridade física deles se não houvesse o uso dos agentes químicos. A multidão então dispersou e foram identificados os veículos utilizados no evento.

Conforme a PM, após quase 1h, os donos dos carros usados na festa “paredão” se apresentaram e os veículos foram conduzidos até a sede da CIPM, onde foi feita a extração dos Autos de Infração de Trânsito (AITS) e os proprietários foram liberados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here