Criança volta para casa após sete anos vivendo em hospital na BA

0

Uma criança, paciente de uma unidade de saúde em Salvador, voltou para casa após sete anos de internação. O retorno só foi possível graças a um projeto do Hospital Martagão Gesteira, que mantém a Unidade de Treinamento de Desospitalização (UTD). No setor, as mães são orientadas sobre os cuidados específicos que cada criança precisa ter para dar continuidade ao tratamento em casa.

A mãe, Irene da Conceição, comemora a volta para casa com o filho Igor, que sofre de uma doença degenerativa que enfraquece os músculos. “Eu sinto que ele está feliz. Eu sinto ele feliz, sorrindo. Acho que o mesmo sonho dele era o meu também: de vir para cá”, conta Irene da Conceição. Com o tratamento feito em casa, com ajuda da família, dona Irene se encarrega de tudo e opera o aparelho que garante a respiração do filho. Os equipamentos são doados pela Secretaria de Saúde do Estado.

inter

A coordenadora da unidade, Milena Pessoa, explica como é feita a orientação das mães das crianças. “[Elas aprendem] Os cuidados essenciais, diários. Cuidados com o aparelho, para se alimentar, para respirar, os curativos adequados. De três a quatro meses a gente consegue fazer um treinamento adequado”, conta.

Os pacientes são crianças com paralisia cerebral ou doenças crônicas que precisam da ajuda de aparelhos para respirar. A unidade de desospitalização atende hoje 14 crianças. Entre elas, a filha de dona Antonina Santos. Angelina, de 10 anos, vive desde os 5 anos em hospitais. A dona de casa não vê a hora de levá-la para casa. “Para poder a gente se unir, ter mais amor para cuidar dela. Porque ela precisa de amor, precisa de atenção. E essas crianças aqui precisam mesmo”, relata a dona de casa Antonina Santos.

A Unidade de Treinamento de Desospitalização (UTD) do Hospital Martagão Gesteira completa dois anos em maio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here