Em Miguel Calmon, família recebe corpo de um homem, quando o certo seria o de uma mulher

0

Familiares da senhora Antônia Neuza Miranda de Carvalho, 59 anos, falecida na última segunda feira, 15 de fevereiro de 2016, no Hospital Geral do Estado (HGE), em Salvador, tiveram uma surpresa quando foram receber o corpo da mesma em uma funerária na cidade de Miguel Calmon, cidade onde Dona Neuza residia e será sepultada. O corpo que foi enviado pelo hospital é de um homem.

A família esta super chateada com a situação, e atribui o erro ao hospital. Um dos filhos de D. Neuza, conhecido por Zeninho, disse que o próprio hospital teria confessado a falha, quando em uma ligação teria dito que “mandou o corpo errado”.

Diante do transtorno, a dor só aumenta entre as duas famílias, que agora terão que esperar mais tempo para velar e sepultar seus entes queridos.

A funerária afirmou que o hospital HGE, já providenciou o encaminhamento do corpo de D. Neusa para Miguel Calmon, e em seguida levará de volta o corpo do homem.

link-zap
Loading...

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here