Filha de segurança morto a tiros a caminho do trabalho na BA soube do crime pela TV: ‘Teve crise de choro’

0

A filha do segurança Gilberto Marques dos Santos Júnior, de 28 anos, que foi morto com 18 tiros quando estava a caminho do trabalho, em Salvador, ficou sabendo do assassinato do pai pela televisão, segundo informações dadas ao G1, nesta sexta-feira (8), por familiares da vítima. A menina, que não teve o nome revelado pela família, tem 7 anos e passou mal após a notícia.

A notícia continua após esta Publicidade

“Ela soube que o pai estava morto pela televisão. Na mesma hora, teve uma crise de choro”, contou Raiane Conceição, prima do segurança.

Segundo a família, Gilberto era separado da mãe da menina, mas convivia muito com ela. A garota, inclusive, costumava passar alguns dias na casa onde o pai morava com a madrasta, de acordo com os parentes. Contudo, no momento em que soube da morte do pai, a criança estava na casa da mãe.

O crime ocorreu no final da tarde de quinta-feira (7), em um trecho da Avenida Vasco da Gama, em Salvador. O carro dirigido por Gilberto foi fechado por outro veículo, de onde saiu um homem que atirou diversas vezes contra ele. Os familiares disseram que ele foi atingido por 18 tiros.

A família de Gilberto conta que não sabe o que pode ter provocado o crime. Segundo parentes, a vítima, que trabalhava como segurança há cerca de 7 anos, não tinha inimigos e nem envolvimento com crimes.

“Ele já trabalhou em vários lugares e nunca teve problema nenhum. Era uma pessoa brincalhona, brincava com todo mundo, dava risada. Era prestativo. Foi uma surpresa para a família e para os vizinhos também. Não tinha porque acontecer isso. Ninguém acreditou quando soube. Para eu acreditar, eu tive que ir lá”, disse Raiane.

O caso está sob investigação do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil. Até a publicação desta reportagem, ainda não havia informações sobre autoria e motivação do crime.

Gilberto foi enterrado na tarde desta sexta-feira, sob muita comoção. O sepultamento ocorreu no Cemitério Campo Santo, no bairro da Federação. Dezenas de familiares e amigos participaram da cerimônia, inclusive a filha do segurança e a companheira dele. As duas estavam muito abaladas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here