Filho de prefeita acusado de atropelar e matar idosa na Pituba é solto

0

O jovem acusado de atropelar e matar uma idosa no domingo no bairro da Pituba foi libertado no início da noite desta quarta-feira (28). Segundo o advogado Sebastian Albuquerque, Rodrigo Valentim foi solto beneficiado pelo artigo 319 do Código de Processo Penal, que estabelece medidas cautelares diversas da prisão. Cleonice Barreto de Souza, 67 anos, morreu depois de ser atropelada na manhã de domingo na avenida Paulo VI.

Rodrigo foi preso em casa na segunda-feira. Na terça, ele foi transferido para a Polinter, de onde saiu hoje. “É uma substituição, porque a lei autoriza, quando não existe necessidade da pessoa ficar presa, substituir”, explica o advogado. Rodrigo está com a carteira de habilitação suspensa, o passaporte retido, não pode deixar a comarca sem autorização da Justiça e também está proibido de frequentar alguns lugares, que o advogado não soube detalhar quais são.

RTEmagicC_5fc586c07e.jpgO inquérito da Polícia Civil segue normalmente, com Rodrigo em liberdade. “A investigação segue e nós vamos apresentar a defesa, todos os fatos, as razões”, diz. “Ele está muito abalado, muito sentido, sobretudo pela família da vítima”, acrescenta, dizendo que Rodrigo está com a família no momento.

O advogado Daniel Keller, que representa a família da idosa morta, comentou a decisão de soltar Roberto. “Os familiares receberam a notícia da soltura durante o depoimento e choraram muito, se emocionaram muito”, diz. Cinco pessoas, entre primos e amigos da vítimas, foram ouvidos hoje no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Keller disse que não tem nenhuma ação a tomar diante da soltura de Rodrigo a não ser esperar o prosseguimento do inquérito. “A acusação vai se basear no homicídio doloso qualificado, porque ele não deu chances para ela se defender”, explica.

Amigos e familiares, revoltados com a morte de da idosa, criaram um Facebook para protestar e se unir. Acesse aqui.

Pelas imagens divulgadas pela polícia, o estudante, que dirigia um Hyundai i30, fugiu do local sem socorrer Cleonice – que havia saído para caminhar, na Avenida Paulo VI, na Pituba, quando foi atingida. O veículo seguia em alta velocidade, na contramão.

Contudo, ainda segundo o advogado, Rodrigo não teria ficado sem prestar socorro à vítima. “Não quero entrar em detalhes, mas ele (Rodrigo) procurou o Samu, imediatamente após perceber o que aconteceu”, explica.

Assista ao vídeo

Prefeita
Rodrigo é filho da prefeita de São Francisco do Conde (na Grande Salvador), Rilza Valentim, que informou, por meio de sua assessoria, que só se pronunciaria sobre o caso após receber orientação dos advogados do suspeito.

Desde o acidente, o jovem está “abatido e arrasado”, segundo explica seu advogado. “Ele estava em estado de choque, por isso, foi procurar orientação, para saber como proceder. Ele nunca teve intenção de se esquivar de nada”, diz Albuquerque, justificando o fato de Rodrigo não ter se apresentado à polícia.

“Ele é um cidadão exemplar, nunca teve uma multa de trânsito. As pessoas não devem fazer julgamentos precipitados”, sugere. Apesar de não entrar em detalhes sobre o depoimento do jovem, o advogado garante que ele não havia ingerido bebida alcoólica.

O corpo de Cleonice foi sepultado ontem pela manhã em Itapetinga, cidade onde ela nasceu e morava. Ela estava em Salvador há apenas uma semana para fazer exames médicos e caminhava na avenida Paulo VI quando foi atingida pelo carro dirigido por Rodrigo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here