Ministro Jaques Wagner diz que é preciso um tratamento mais respeitoso com o ex-presidente Lula

0

Na noite desta quarta-feira (27), o ministro da Casa Civil, comentou sobre a 22ª fase da Operação Lava-Jato, que mira na investigação de ocultação de patrimônio adquirido com recursos desviados da Petrobras, batizada de Triplo X, e que segundo ele, há uma “obsessão” em criminalizar o ex-presidente Lula.

Na ocasião Wagner disse que é necessário esperar o fim das investigações “antes de colocar carimbos” em quem quer que seja. Além disso, ressaltou que Lula prestou inestimáveis serviços a sociedade, tem um carisma enorme e por isso virou “objeto de desejo” dos que querem vê-lo investigado, mas em virtude de tudo que fez em benefício do País, é preciso que tenha um tratamento mais respeitoso.
Jaques-Wagner
A fase Triplo X investiga a participação de laranjas como proprietários de apartamentos no Edifício Solaris, em Guarujá, onde familiares de Lula teriam uma opção de compra de um triplex reformado e, hoje, em nome da empreiteira OAS, investigada na Lava-Jato.

“Ele já disse que não é dele o apartamento, que ele pretendeu e depois desistiu de comprar. Eu acho só que as pessoas têm que aguardar um pouquinho as investigações antes de colocar os carimbos. Porque, depois que coloca o carimbo, fica mais difícil. Isso vale pra todo mundo, para o pessoal que é do meu lado, para a oposição. Então, ele é uma figura, evidentemente, que tem uma liderança bastante sólida no país, é uma referência, um nome superconhecido, oito anos presidente da República. Então, virou objeto de desejo”, disse Wagner.

link-zap
Loading...

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here