Novo mosquito descoberto na Bahia pode agravar epidemia de dengue

1

Os baianos precisam ficar em alerta com uma nova ameaça: um mosquito mais forte que o da dengue preocupa os responsáveis pela saúde pública local. Assim como o Aedes Aegypti, o Aedes Albopictus coloca os ovos na água e tem mais capacidade de reprodução.

Segundo especialistas, o novo mosquito voa mais alto, vai mais longe e vive mais. Além de transmitir a dengue, o Albopictus é um vetor de outras nove doenças, como a febre amarela, zika e chikungunya. O inseto vive bem tanto nas florestas, como na cidade.


Aedes Albopictus itaberaba
O Aedes Albopictus chegou ao Brasil por meio de embarcações vindas da Ásia. Agora, pela primeira vez, mosquitos adultos e infectados com o vírus da dengue foram encontrados na Bahia.

Na próxima semana, o governador Rui Costa e o secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, vão a Brasília para apresentar ao ministro Arthur Chioro uma série de proposições voltadas ao controle de  uma possível proliferação do mosquito. O controle sanitário nos portos e aeroportos é  de responsabilidade da Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa), órgão ligado ao Ministério da Saúde.

link-zap
Loading...

1 COMMENT

  1. Em relação ao aedes albopictus, desde o final dos anos 80 e início dos anos 90, que sempre fora encontrado aedes albopictus no estado de São Paulo. O conhecimento que si timha na época é que, este mosquito sería um ótimo transmissor de dengue nos países asiáticos, mas aqui no Brasil, ainda não teria havido confirmação de nenhum caso de dengue transmitido por essa espécime de mosquito. Como toda espécime tem sua etología própria (mudança de comportamento das espécimes), até para à preservação da própria espécimes.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here