Passageiro reage e mata dois assaltantes dentro de ônibus na Paralela

1

Dois assaltantes foram mortos por um passageiro na manhã desta sexta-feira (14) dentro de um ônibus da empresa BTU na Avenida Paralela, em Salvador. Segundo informações da Operação Gêmeos da Polícia Militar, os ladrões entraram no coletivo se passando por passageiros e anunciaram o roubo, por volta das 8h30, logo após o ônibus sair da Estação Mussurunga com cerca de de 40 passageiros a bordo.

Demerson Santos Silva ameaçou os passageiros com uma pistola e o comparsa dele, identificado como Paulo Henrique, fez a coleta de celulares, carteiras e objetos das vítimas. Quando a dupla terminou o saque, o motorista foi obrigado a parar o coletivo próximo a uma passarela. Um passageiro reagiu e atirou contra os bandidos. Houve pânico dentro do veículo.


RTEmagicC_romenilsantos.jpg
Segundo a polícia, Paulo Henrique tinha marcas de 12 perfurações, em várias partes do corpo, e morreu dentro do coletivo. Demerson foi atingido por seis tiros quando estava na escada de saída do ônibus e caiu morto na pista. O ônibus da empresa BTU fazia a linha Arembepe/Terminal da França e seguia no sentido Rodoviária. Nenhum passageiro ficou ferido durante a ação. Uma equipe da Operação Gêmeos, comandada pelo tenente Fabrício Carlos, esteve no local, mas não localizou o atirador.

Segundo o delegado Alberto Schramm do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), depois dos tiros, os passageiros pegaram seus pertences de volta e saíram do coletivo. Alguns chegaram a passar por cima dos corpos. A polícia ainda não tem pistas de quem seria o passageiros que reagiu ao assalto. “Foi alguém que presenciou o fato e tentou defender a sociedade”, disse Schramm.

De acordo com o perito Marcos Mouzinho, Paulo Henrique e Demerson usavam duas bermudas, uma por cima da outra. “Isso é comum. Eles fazem isso para quando deixar a cena do crime, dispensar uma das peças e não ser identificados”, explicou.

O veículo foi isolado para o trabalho de perícia pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT). Os corpos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal Nina Rodrigues (IMLNR), onde também passarão por perícia. O caso está sendo investigado pelo DHPP.

Até o dia 30 de junho, a Secretaria de Segurança Pública da Bahia registrou 107 roubos a coletivos na Área Integrada de Segurança Pública(AISP 12/Itapuã). Em toda a capital baiana foram 1.309 roubos.

Revolta
Ao sabe da mortes dos suspeitos, muitos moradores da região entraram em desespero. Segundo a polícia, os assaltantes moravam no Bairro da Paz. A população ficou revoltada e ameaça fazer um protesto. “Pra que atirar neles? Eles entram na casa dos outros e quebram tudo”, disse um dos moradores apontando para os policiais. “Se ele foi roubar, que prendesse ele. Pra que tirar a vida dos meninos?”, reclamou outra moradora.

link-zap
Loading...

1 COMMENT

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here