Piloto que caiu na Bahia voava desde criança

0

Após a morte do filho e piloto André Textor, de 30 anos, o também piloto Ruy Alberto Textor lamentou o acidente. Segundo o pai, ele era apaixonado pelo que fazia e deixa a esposa, que está grávida, e uma filha de 2 anos. “Era um grande herói. Ver um filho teu morrer assim é muito forte a dor. A família interia está muito triste”, lamentou.

O piloto morreu após sofrer um acidente enquanto fazia uma apresentação em Salvador (BA) em comemoração ao Dia do Aviador, celebrado no dia 23 de outubro, e ao Mês da Asa, que lembra o primeiro voo de Santos Dumont em 1906. Ele pilotava uma aeronave PR-ZVX, modelo Slick 540 quando caiu no mar, após uma série de acrobacias. A vítima foi socorrida, mas não resistiu.


 Piloto que caiu na Bahia voava desde criança
André Textor, o pai, Ruy Alberto Textor e o irmão, Tiago Textor, faziam parte da esquadrilha “Textor Air Show”. O trio realizava apresentações em várias partes do país e tinha sede em Rio Verde, no sudoeste de Goiás.

O pai contou que o corpo deve ser velado e sepultado em Rio Verde, onde a família mora. O corpo deve chegar à cidade no final da tarde deste domingo (1º) e pode ser sepultado na manhã seguinte.

Ruy Alberto Textor lembrou que a paixão do filho pela aeronáutica começou ainda criança. “Desde pequeno ele me via voar. Começou daí”, contou. Ainda segundo o pai, André Textor foi campeão brasileiro de acrobacias aéreas na categoria advanced neste ano e queria disputar o campeonato mundial. “Era o sonho dele”.

O pai e os filhos nasceram em São Sepé (RS), mas moram em Rio Verde há 20 anos. Conforme o pai, André vai ser lembrado como uma pessoa muito querida por todos. “Ele era muito carismático, todo mundo gostava muito dele. Era apaixonado pelo que fazia. Ele era muito admirado por todos que o conheciam e ele tratava todo mundo igual”, lembrou.

link-zap
Loading...

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here