Técnicos do MS conhecem projetos e ações ambientais da Sema

0

Experiências ambientais da Bahia servirão de referência para o Mato Grosso do Sul. Técnicos do Instituto do Meio Ambiente do Mato Grosso do Sul (Imasul), visitaram nesta quarta-feira (23), a Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema). O objetivo da visita, apoiada pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), é promover o intercâmbio de gestores públicos para consolidação de instrumentos e políticas públicas voltadas para a gestão ambiental.    
A passagem dos técnicos por Salvador integra uma série de visitas a órgãos ambientais pelo Brasil. “A Bahia é referência para o nosso estado. Essa é a segunda vez que estamos aqui para buscar informações sobre a gestão ambiental. Antes dessa visita, viemos conhecer o sistema de informações da Sema, o Cerberus, quando adaptamos o módulo de licenciamento para a nossa realidade”, analisou. Os quatro técnicos que integram a equipe já passaram pelos estados do Ceará, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

A diretora de Educação Ambiental da Sema, Zanna Matos, apresentou para os visitantes as estratégias de educação ambiental no estado e falou sobre a Lei Estadual de Educação Ambiental 12.056/2011, seu processo de regulamentação e implementação, e a Comissão Interinstitucional de Educação Ambiental (Ciea). “A visita é uma forma interessante de intercâmbio, uma possibilidade de aprender com esse processo de troca”.

Na Sema, os técnicos do Imasul conheceram os projetos e atividades desenvolvidas pela Diretoria de Educação Ambiental para a Sustentabilidade (Dieas). Na quarta-feira (22), o grupo visitou a sede do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hidrícos (Inema), em Mont Serrat, e avaliar como ocorre a gestão dos recursos hídricos, incluindo a mobilização social para a formação de comitês de bacias.

Referência e desafios – A coordenadora da Unidade de Educação Ambiental do Imasul, Eliane Maria Garcia, destacou o trabalho realizado na Bahia. “Existe aqui um trabalho de referência. Percebemos que o estado tem avançado nas questões ambientais, que a educação ambiental possui um espaço importante dentro da Secretaria, e que esse trabalho permeia várias áreas. Pretendemos levar algumas dessas iniciativas como modelo para o Mato Grosso do Sul.”, considerou.

Sobre os desafios, Zanna Matos falou que ainda existem muitos a serem superados, mas também destacou os avanços da Secretaria na educação ambiental. “Estamos num momento interessante da Educação Ambiental, tanto para o governo quanto para a sociedade. Esse amadurecimento foi iniciado desde 2004 até a aprovação da Lei, com o reconhecimento da educação ambiental na sua transversalidade e na própria gestão ambiental do estado”, concluiu.

Participaram do encontro a coordenadora da Secretaria Executiva dos Colegiados Ambientais (Secex), Mariana Mascarenhas, a coordenadora de Gestão Pedagógica da Sema, Silvani Honorato, e a técnica da Dieas da Sema, Celiane Santiago, da Sema, e os fiscais de Educação Ambiental, Maria José Martins e Heloisa Pincela Vasconcelos, o analista Ambiental Leonardo Sampaio Costa, do Imasul.

Fonte: Ascom/Sema

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here