20 anos depois, Leonardo diz que dor pela morte de Leandro será eterna

0

No dia 23 de junho de 1998, há exatos 20 anos, a dupla de música sertaneja Leandro e Leonardo chegava a um fim prematuro e inesperado. Foi nessa data que o primeiro dos dois irmãos cantores morreu devido a um câncer raro.

Leonardo, 54, passou 15 anos se apresentando ao lado de Leandro: a dupla, que começou cantando em bares de Goiás, foi responsável por grandes sucessos do gênero, como “Entre Tapas e Beijos”, “Pense em Mim” e “Desculpe, Mas Eu Vou Chorar”.

No aniversário de 20 anos da morte do irmão, Leonardo diz que jamais irá superar totalmente sua perda, aos 36 anos.

“Lidamos todos os dias com uma saudade danada. Conviveremos com essa dor para sempre”, disse. Para ele, Leandro deve ser lembrado como um homem bom e generoso.

Mesmo com as várias missas e celebrações feitas anualmente ao irmão, o sertanejo conta que tem uma maneira particular de homenageá-lo. “Mesmo quando estou em trânsito eu rezo no silêncio do meu quarto e ofereço meus shows para ele.”

RELEMBRE O CASO

À 0h10 de 23 de junho de 1998, um câncer agressivo e raro calou a voz do sertanejo Leandro, então com 36 anos, da dupla Leandro & Leonardo

De acordo com o boletim médico divulgado pelo Hospital São Luiz, em São Paulo, onde o cantor estava internado e sedado havia oito dias, sua morte havia sido causada por um tumor torácico gigante, chamado Askin, que começou a comprimir órgãos vitais do seu corpo

Em seu último dia de vida, Leandro havia passado pela terceira sessão de quimioterapia, que não foi suficiente para conter o crescimento do tumor, bastante agressivo

O corpo do músico foi velado na Assembleia Legislativa de São Paulo e, segundo estimativa da Polícia Militar, cerca de 25 mil pessoas compareceram

Um dos oito filhos do casal de boias-frias Avelino Virgulino e Carmem Divina, Leandro nasceu Luiz José Costa, em 15 de agosto de 1961, em Goianópolis (GO). Estudou até a oitava série do antigo ginásio. O primeiro emprego foi na roça, plantando tomates e jilós

Mais tarde, ao lado do irmão Emival Eterno Costa (Leonardo) começou a fazer shows em bares pela região

A carreira começou a ganhar força depois que uma fita com uma gravação precária caiu nas mãos dos diretores da gravadora Continental, que se impressionaram com uma música de apenas três acordes chamada “Entre Tapas e Beijos”

Mas a trajetória da dupla só começou a mudar de fato com outro estrondoso sucesso, “Pensa em Mim”, que na época vendeu 3 milhões de discos.

O cantor deixou três filhos. Além do cantor Thiago Costa, do primeiro casamento, ele tinha a estudante de medicina Lyandra Costa e o caçula Leandro, que não chegou a conhecer

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here