80% das pessoas infectadas com Zika Vírus não apresentam sintomas

0

Erupções na pele, dor de cabeça, no corpo e nas articulações, vermelhidão nos olhos, náuseas, fotofobia e coceira intensa na pele. Os sintomas são parecidos com os da dengue e da chikungunya, mas as consequências da infecção pelo vírus Zika são bem mais críticas.

Apesar de ter uma evolução branda, com sintomas que duram em média de dois a sete dias, a febre zika pode estar associada à microcefalia em bebês cujas mães foram infectadas durante a gestação – e que trazem deficiências variadas. O vírus pode também ter relação com o crescente número de casos da síndrome de Guillain-Barré (doença autoimune que acomete o sistema nervoso) nas áreas afetadas pela epidemia.

aedes_aegypt_2

Apesar de o vírus ter sido identificado em 1947, o primeiro grande surto de zika foi registrado em 2007, na ilha de Yap, na Micronésia, e chegou ao Brasil em 2014. Por causa disso, muito pouco se sabe a respeito da doença, abrindo margem para que muitas informações sem embasamento científico se espalhem.

Você pode ter pegado ZIKA e não sabe

Segundo a Sociedade de Pediatria de São Paulo, acredita-se que cerca de 80% das pessoas infectadas pelo vírus Zika não manifestam qualquer sintoma, o que não quer dizer que as consequências da infecção (microcefalia nos bebês dessas gestantes, por exemplo) não ocorram.

link-zap
Loading...

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here