Agente da Polícia Federal obriga cinegrafista a apagar imagens de Bolsonaro

0

Um agente da Polícia Federal obrigou um cinegrafista da TV Globo a apagar imagens que ele havia gravado do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) ontem (2). O profissional da imprensa acompanhava a visita do sucessor de Michel Temer ao Centro de Adestramento da Ilha da Marambaia, área da União administrada pela Marinha, no Rio de Janeiro.

Nesta sexta-feira (2), um cinegrafista da TV Globo foi obrigado por um agente da Polícia Federal a apagar imagens que ele havia gravado do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

O cinegrafista acompanhava a visita de Bolsonaro ao Centro de Adestramento da Ilha de Marambaia, área da União administrada pela Marinha, no Rio de Janeiro.

Ao chegar no local, o profissional de imprensa foi abordado pelo agente e forçado a apagar a gravação. Ele ainda foi obrigado a voltar imediatamente para o Clube Náutico de Itacuruçá, onde havia embarcado. O policial federal ainda coletou dados do cinegrafista.

Toda a imprensa foi expulsa do Iate Clube, onde o sucessor de Michel Temer havia embarcado. O diretor da instituição, Valdir, afirmou ser militar e disse que prenderia os repórteres que esperavam o presidente eleito no píer.

Procurada, a Polícia Federal disse que não poderia se manifestar por não haver expediente no feriado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here