Atos contra impeachment de Dilma fecham avenidas e estradas na Bahia

0

Protestos deixam o trânsito complicado em avenidas de Salvador e rodovias baianas na manhã desta terça-feira (10). De acordo com a Central Única de Trabalhadores (CUT), que organiza a maioria dos atos, as manifestações são em defesa da democracia e contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff, que a entidade chama de “golpe”.

Segundo a Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador), na Avenida Suburbana, há três pontos bloqueados desde o início da manhã desta terça.

Dois ônibus bloquearam a pista da Suburbana, e também foi formada uma fila de veículos próximo à garagem de ônibus da empresa Praia Grande. Coletivos também fecharam a via na rotatória do bairro de Periperi. Por volta das 9h, o trecho na altura do bairro de Itacaranha, que também foi bloqueado, já havia sido liberado.

manifestacao_br101

Já no bairro de Ondina, um outro protesto fechou o acesso ao estacionamento da Universidade Federal da Bahia (UFBA) na entrada principal do campus. No mesmo local, os manifestantes também bloquearam uma pista em cada um dos sentidos da Avenida Adhermar de Barros.

De acordo com a presidente do Sindicato dos professores das Instituições Federais de Ensino Superior da Bahia (Apub), Cláudia Miranda, a manifestação é do comitê da universidade, que inclui docentes, servidores e alunos, também contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Estradas
Desde as 4h, ocorrem manifestações nas rodovias estaduais, em Salvador e trechos da região metropolitana, de acordo com a Polícia Rodoviária Estadual (PRE). Próximo à cidade de Candeias, na BA-523, houve bloqueio na

Também ocorreram protestos na BA-093, em Camaçari; e na BA-528, bairro de Vista Alegre, em Salvador no início da manhã.

Até por volta das 8h, ainda ocorriam protestos na Avenida Henry Ford, que liga a BA-535 (Via Parafuso) ao Polo Petroquímico, em Camaçari; na BA-531 (Via Cascalheira), e na BA-522, em Madre de Deus. A concessionária Bahia Norte pediu, em nota, que os motoristas que trafegam pela Via Cascalheira tenha atenção porque na região foram encontrados artefatos que podem furar os pneus dos veículos.

Também há registro de manifestações ligadas à CUT nas rodovias federais, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Na altura do km 592 da BR-324, um grupo de manifestantes colocou objetos incendiados na pista para impedir a passagem de veículos, no sentido Feira de Santana. Segundo informações da PRF, o grupo deixou o local após dar início ao fogo.

Por volta das 7h10, o bloqueio deixava um congestionamento de 5km no sentido Feira de Santana da BR-324. Em outro ponto da BR-324, na altura do km 527, um protesto bloqueiava parte da via no sentido Salvador. Segundo a PRF, os dois trechos da rodovia foram liberados por volta das 8h15.

Desde as 5h, cerca de 200 pessoas fecharam a BR-101, sentido Itabuna, no sul da Bahia, eBuerarema, na saída de Itabuna. Segundo o assessor da Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB), o protesto é de bancários, comerciários, servidores municipais, agentes comunitários de saúde, operários têxteis, professores e operários da construção que são contra o golpe do impeachment da presidente Dilma Rousseff.

O grupo fechou a pista com pneus queimados. De acordo com a polícia, apenas carros pequenos e ambulâncias são liberados para trafegar no local. Não há previsão de liberação da pista. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) está a caminho do local.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here