Clube da Coelba é multado por causa de ‘gatos’ de água

0

Uma ligação irregular de água que abastecia a Associação Desportiva e Cultural Coelba (Adelba), em Jaguaribe, em Salvador, foi desativada na tarde desta quinta-feira (15), informou a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa). De acordo com a empresa, foi o segundo “gato” de água descoberto no local em menos de um mês.

A Embasa informou que iniciou uma investigação na rede distribuidora que atende o local no dia 24 de setembro, quando identificou a ligação clandestina direcionada ao clube e instalou um medidor para conferir o volume consumido.

Seis dias depois, segundo a empresa, foi constatado um consumo de 284 metros cúbicos. A Embasa disse que desfez a ligação e notificou o clube para pagar multa e regularizar a ligação de água da entidade. No entanto, conforme a Embasa, duas semanas depois, os fiscais constataram que a ligação tinha sido refeita.

link-zap
Loading...

A multa cobrada corresponde à estimativa do consumo dos últimos 12 meses com base na medição feita pela fiscalização, disse a Embasa. O valor da multa não foi informado.
O presidente da presidente da Adelba, Emerson Oliveira Rocha, disse que foi pego de surpresa e que desconhece as ligações irregulares apontadas pela Embasa. “Desconhecemos esses gatos. Há muito tempo a gente usa água de poço artesiano. Já consultamos nosso advogado e ele vai entrera em contato com a Embasa para pedir esclarecimentos”, destacou Rocha, em contato com o G1.

Em nota, a Companhia de Eletricidade da Bahia (Coelba) informou que não tinha conhecimento do assunto. Segundo a empresa, a Adelba é uma Associação Desportiva e Cultural, que possui diretoria própria, com independência administrativa e financeira.

A Coelba informou que é totalmente contra a prática de irregularidades e que encaminhará o assunto à Diretoria da Associação para que sejam adotadas as medidas cabíveis e/ou prestados os esclarecimentos necessários.

Fraudes
A Embasa informou que desde maio deste ano vem intensificando o combate às fraudes envolvendo suas redes distribuidoras nos municípios de Salvador, Camaçari, Dias D´Ávila, Feira de Santana, Conceição do Coité e Serrinha.
Conforme a empresa, em cinco meses de trabalho, foram identificadas 5.459 ocorrências. A empresa destacou que, em todos os casos, aplicou multas e fez levantamento dos débitos acumulados por falta de pagamento das contas de água e esgoto.

Das fraudes identificadas, 1.529 (28%) já regularizaram a situação junto à empresa e o restante será objeto de análise para novo acompanhamento e procedimento de cobrança, destacou a Embasa.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here