Colisão entre metrô e trem em Teresina deixa dois mortos e um ferido

0

Uma colisão entre o metrô de Teresina e um trem de cargas deixou pelo menos duas pessoas mortas e uma ferida nesta quarta-feira (11). As causas do acidente, que ocorreu próximo à passagem de nível da Avenida Higino Cunha, na Zona Sul da capital, ainda não foram divulgadas.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, um homem morreu logo após o choque e um segundo ainda permaneceu vivo por algum tempo, mas preso nas ferragens. Socorristas do Samu esperavam pelo resgate da vítima presa, mas ela não resistiu aos ferimentos e faleceu.


dji_0214
Segundo Romualdo Henrique de Araújo, supervisor da Companhia Metropolitana de Transportes Públicos (CMTP), responsável pelo metrô, os mortos são Gilvan Soares de Brito, maquinista que estava no metrô, e Gilvan Camelo, que trabalhava no trem de cargas. Ainda de acordo com o supervisor, a vítima ferida teria conseguido pular antes da colisão. Ele foi atendido pelo Samu está fora de perigo.

O diretor-presidente da CMTP, Antônio Sobral, disse que as causas do acidente serão investigadas e que a prioridade no nomento é o atendimento à vítima que sobreviveu bem como às famílias dos mortos. “Faremos todo o acompanhamento com as famílias das vítimas e iremos dar todo o auxílio necessário, tanto material quanto psicológico. Lametamos a morte do nosso maquinista, que tinha 54 anos e está na CMTP há 24 anos”, disse.
atmnfclg6lzngnzpzf7ykchai0bm3j4ojbbq_imjwco-
Em nota ao G1, a Ferrovia Transnordestina Logística (FTL) lamentou o falecimento de Gilvan Camelo da Silva, auxiliar de maquinista, informou que o trecho onde ocorreu o acidente é compartilhado com a CMTP e que está prestando todo o apoio à família. Por fim, a empresa afirmou que fará uma ampla investigação para descobrir as causas da colisão.

Acidentes na linha férrea
No dia 2 de setembro, um acidente envolvendo um ônibus coletivo e o metrô deixou três pessoas feridas no cruzamento das avenidas Rui Barbosa e Miguel Rosa, na Zona Norte de Teresina, que fica próximo ao Cemitério São José.

Em abril deste ano, um motociclista teve o braço esquerdo esmagado ao ser atropelado pelo metrô de Teresina quando trafegava por uma passagem de nível na Rua Amélia Rodrigues, bairro Renascença, Zona Sudeste da capital. Testemunhas relataram que o jovem não percebeu a aproximação do metrô ao passar pelo local.

link-zap
Loading...

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here