Dez cidades baianas devem receber mosquitos transgênicos do Aedes aegypti em 2016

0

Instalada no município de Juazeiro, na Bahia, a biofábrica de mosquitos transgênicos Moscamed irá ampliar sua produção em caráter de emergência. A decisão foi tomada nas últimas semanas pelos governos estadual e federal.

A ideia inicial é ampliar a disseminação dos mosquitos, que até então acontece apenas no município de Jacobina, para dez cidades com menos de 35 mil habitantes, porém com elevada taxa de infestação por Aedes aegypti. A solicitação do Ministério da Saúde é que a estratégia seja colocada em ação ainda no começo de 2016.

Dez cidades baianas devem receber mosquitos transgênicos do Aedes aegypti em 2016

A iniciativa busca que as fêmeas do Aedes silvestre cruze com transgênicos machos do mosquito, gerando mosquitos estéreis ou que morrem antes de chegar à fase adulta. Os dados preliminares apontam para uma redução de até 80% no número de ovos e mosquitos selvagens nas localidades onde houve liberação do transgênico do Aedes.

O governador Rui Costa autorizou a cessão do galpão da biofábrica de palma forrageira, que estava em fase final de construção, para que no local seja instalada uma fábrica de ovos de mosquitos transgênicos com o objetivo de antecipar a expansão do projeto. A decisão foi comunicada na terça-feira (29) pelo secretário da Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas.

Villas-Boas garantiu ainda a renovação do contrato de financiamento do projeto que se encerraria em 31 de dezembro de 2015. Ainda de acordo com a pasta, são investidos anualmente R$ 1,2 milhão no projeto, que é coordenado pelo subsecretário estadual da Saúde e infectologista Roberto Badaró.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here