Estudante desenvolve projeto de rede social e busca apoio nos EUA

0

Um estudante de Ibitinga (SP) de 21 anos viajou nesta semana aos Estados Unidos para tentar um apoio financeiro para desenvolver seu projeto de rede social chamado “Waving”, que em português significa acenando. Gabriel Cantarin Simões desenvolveu um projeto que busca se comunicar de uma só vez com as 250 pessoas que estão mais perto de você, sem que elas precisem ser conhecidas ou suas amigas nas redes sociais.

“É um cartão de visita online de todo mundo ao seu redor. Muita gente tem dificuldade em chegar e conhecer uma pessoa, em quebrar o gelo. A gente faz isso de uma forma online. A gente tira o processo do pessoal e passa para uma plataforma. Todas as pessoas que estão ao seu redor são seus amigos na rede social”, explica Gabriel.

estudante

A ideia inovadora tem um geolocalizador e chamou a atenção da Etec de Ibitinga que resolveu ajudar o jovem para que ele conhecesse investidores. “A gente viu que o projeto tem tudo para crescer e tomar um vulto que, se Deus quiser, que tenha mudanças, tenha um respaldo até mundial. A ideia é essa”, acredita o professor da Etec, Gustavo de Souza Gabriel.

A ideia surgiu quando Gabriel percebeu que o número de seguidores do seu perfil no twitter não crescia mais. Ele tentou pensar em algo que facilitasse o contato com pessoas novas e a criação de novas amizades.

Gabriel mostrou a ideia em um site de empreendedores do mundo todo. Uma empresa dos Estados Unidos, que investe em novos projetos, gostou do “Waving”. Agora o estudante busca investimento. “A gente já tinha ciência do tamanho do projeto, que era um projeto muito grande, que era uma coisa que as pessoas sentem necessidade. Só não sabia que iria acontecer tão rápido”, conta Gabriel.

Tanta rapidez deixou o coração da mãe do estudante apertado de orgulho e saudade. É hora de ver o filho voar. “Eu acho que a obrigação dos pais é perceber, ter aquele feeling para perceber aonde é que ele tem talento, ai a gente vai preparando o terreno para isso”, destaca Edilene Cantarin Roncada.

Gabriel pretende ficar um mês nos EUA e pode conseguir um apoio de 500 mil dólares de investidores estrangeiros. A intenção é desenvolver o projeto e lançar a rede social durante os Jogos Olímpicos.

link-zap
Loading...

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here