Ex-militar é preso por integrar quadrilha envolvida em tiroteio na BR-324

0

Após uma troca de tiros entre policiais e bandidos que deixou quatro mortos e um ferido, na noite da última quarta-feira (13), na BR-324 um dos integrantes da quadrilha foi preso por policiais da Força-Tarefa da Secretaria da Segurança Pública (SSP) e do setor de inteligência da 52ª Companhia Independente da Polícia Militar. Localizado na noite dessa quinta (15), em Lauro de Freitas, Nadson Jorge Silva Alves é ex-militar das Forças Armadas.

De acordo com informações da SSP, o grupo é especializado em assalto a banco e Nadson era o responsável pela manutenção do armamento da quadrilha, além fazer o treinamento dos integrantes do bando. Ele era também companheiro da mulher que participou do confronto policial. Preso em casa, o ex-militar foi encaminhado até o Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) para prestar depoimento.

19439,ex-militar-e-preso-por-integrar-quadrilha-envolvida-em-tiroteio-na-br-324-2 (1)

Ainda segundo a secretaria, desde a noite de quarta, integrantes da Força-Tarefa da Segurança Pública, do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) da Polícia Militar, do Draco da Polícia Civil, com o apoio do Grupamento Aéreo da PM, realizam buscas com o intuito de capturar criminosos que fazem parte da quadrilha especializada que tentou assaltar a agência de Guarajuba.

Houve confronto na BR-324, num matagal na região de Simões Filho onde os bandidos se esconderam e três acabaram mortos. Cães farejadores do Batalhão de Choque da PM ainda estão sendo utilizados nas buscas dos demais integrantes do grupo. Com a quadrilha foram apreendidos explosivos, um fuzil calibre 762, uma submetralhadora, uma pistola, calibre 40, farta munição, além de três veículos. Aproximadamente oito bandidos ainda estão foragidos.

O corpo de Maria de Fátima Ricardo Senna, atingida por um disparo de arma de fogo durante o confronto, será periciado pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT), que irá esclarecer a causa da morte. As armas apreendidas com os criminosos, bem como as das guarnições policiais envolvidas, também serão analisados pelo DPT.

link-zap
Loading...

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here