Feira: Mulher que negociou criança diz que passou bebê por não ter condição de criá-lo

0

Uma mulher, acusada de ter negociado o filho, um bebê de 22 dias, foi ouvida nesta segunda-feira (23) pela polícia de Feira de Santana, no Portal do Sertão. Esse é o segundo caso que ocorre neste ano em Feira. No final de janeiro, um casal foi preso acusado de comprar um recém-nascido por R$ 5 mil. Uma denúncia anônima informou que Nilzeane Alves de Souza tinha cedido a criança a um casal homoafetivo no dia 3 de março depois que foi lhe oferido uma proposta de emprego em Alagoinhas, no nordeste do estado. Segundo a delegada Klaudine Passos, em reportagem do A Tarde, Nilzeane afirmou que entregou o filho por não ter condição de criá-lo e porque estava desempregada. Ela já é mãe de duas crianças com o ex-marido. Ainda de acordo com a delegada, Nilzeane se mudou para Alagoinhas com medo depois de o pai da criança, um presidiário, ter sido informado que outro homem havia registrado o bebê como filho. Ainda serão ouvidas uma amiga de Nilzeane – que intermediou a negociação com o casal que ficaria com a criança – e a avó que confirmou o fato. No momento, a situação do bebê está indefinida e aguarda posição do Conselho Tutelar.


xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.Uyoc_obpn5

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here