Gabriel Diniz diz que ja falhou na “hora H”

0

A morte prematura de Gabriel Diniz, aos 28 anos, em um acidente de avião no último dia 27/5 comoveu o Brasil. Neste sábado, 1/6, foi a vez do Altas Horas, programa em que o cantor se apresentou com toda a alegria que era sua marca registrada, render homenagens ao artista, que tinha chegado a gravar uma entrevista ainda inédita. No quadro Carona com Laura Muller exibido com exclusividade, Gabriel falou de Jenifer, grande sucesso no verão 2019, e do relacionamento com Karoline Calheiros.

Ao comentar sobre a protagonista de seu maior sucesso, Gabriel deixou uma mensagem:

A notícia continua após esta Publicidade

“Toda mulher tem uma Jenifer dentro de si. Que elas possam ser elas mesmas! Que elas se divirtam, que elas se conheçam! Que elas sejam elas e que elas sejam felizes! É o que todo mundo quer!”
O cantor também não economizou palavras carinhosas para descrever seu namoro:

“Eu conheci Karol em um show. A gente se encontrou quando ela entrou no camarim. Ela é pequenininha. Quando ela entrou no camarim, eu já: ‘Meu Deus, já me apaixonei assim de cara’”.

“Não sei o que foi não, uma pessoa especial, comecei a conhecer ela mais, ver como ela era bacana, uma pessoa que tem princípios, família, a essência dela é bacana, ela é uma pessoa muito linda por dentro e por fora”, disse sobre a amada.

Além desse momento de muita comoção, o cantor recebeu homenagens e palavras carinhosas de Serginho Groisman e convidados.

“O Gabriel era uma pessoa com muita energia, com muita alegria. Todas as vezes que participou aqui, sempre foi com um astral maravilhoso, com desejo, num momento que tudo mostrava que seu caminho começava a ser pavimentado”, afirmou o apresentador.

O programa lembra que o artista já contou no Altas Horas que começou a carreira tocando por cachorro quente; da primeira banda, aos 15 anos; e que largou faculdade de Engenharia Elétrica pela música.

“Esse cara é especial. Não é à toa que tem o nome de Gabriel. Ele é um interveniente na alegria deste país. E este país deve deixar como legado dessa história a alegria que esse jovem tem, o esforço dele para vencer, e como ele se dá de verdade para o amor da vida dele”.

“Gabriel é um eterno. Porque tem gente que vem, faz sucesso e é momentâneo. Ou faz muito sucesso e torna-se um pouco ao lado da memória. Ele é inesquecível. E é muito respeitado por nós”, disse Carlinhos Brown.
Liderada pelo baiano, a plateia homenageou o cantor com aplausos. Já o maestro João Carlos Martins tocou Ária de Bach em memória a Gabriel Diniz.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here