Garota mata mãe à facadas após ver vídeos de decapitações do Estado Islâmico

0

A adolescente dinamarquesa, Lisa Borch, de apenas 15 anos, assassinou a própria mãe após assistir a vídeos de decapitações de reféns britânicos pelo grupo extremista do Estado Islâmico. Após o crime, ela foi presa junto de seu amante jihadista mais velho. As informações são do Daily Mail.

Borch e seu namorado muçulmano radical, Bakhtiar Mohammed Abdulla, de 29 anos, teriam ido até a cozinha de sua casa, quando pegaram uma faca e deram pelo menos 20 facadas em Tina Römer Holtegaard, mãe da garota.

Em seu julgamento, a jovem revelou ter se tornado obcecada com o extremismo islâmico depois de se apaixonar por um jihadista que a deixou para voltar ao seu país natal e morar com a própria família.

link-zap
Loading...

jjj-e1442353573279
Em seguida, ela contou que após matar a própria mãe, ela ligou e chamou a polícia, dizendo que havia ouvido sua mãe gritar. “Olhei pela janela e vi um homem branco fugindo. Por favor, venha aqui, há sangue por toda parte”.

Apesar do telefonema desesperado, a polícia encontrou a adolescente sentada na sala de estar, mexendo no celular e assistindo a vídeos no YouTube. Quando questionada sobre o local que sua mãe se encontrava, ela apenas apontou para o andar de cima, sem largar o celular e sem dar muita atenção. Esse desinteresse fez as autoridades desconfiarem dela.

De acordo com as autoridades locais, a relação de Borch com a mãe piorou depois que ela começou a pressionar a filha para terminar seu relacionamento com Abdulla e “viver a vida de uma adolescente normal”.

Apesar do namorado da garota não estar na casa quando a polícia havia chegado, os investigadores encontraram suas impressões digitais no quarto da vítima.

Borch foi condenada a nove anos de prisão e o seu namorado foi condenado a 13 anos de cadeia e será expulso da Dinamarca.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here