Internautas que fizerem piadas com atrasados do Enem podem responder processo na Justiça

0

Com mais de 5,5 milhões de candidatos inscritos, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2018 começa neste domingo (8), mesmo dia da mudança do horário de verão.

Todos os anos, essa situação gera uma infinidade de “memes” na internet. Os internautas começam a publicar mensagens sobre os atrasados do Enem que podem vir a ser difamatórias nas redes sociais. No entanto, usuários que enviam mensagens que desrespeitam os candidatos correm o risco até de serem acionados judicialmente em um processo, segundo a professora da Universidade Estadual Paulista (Unesp), Luciene Regina Paulino Tognetta.

Luciene é coordenadora do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Moral (Gepem), que reúne pesquisadores da Unesp e da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Segundo ela, a linha que separa uma brincadeira, piada ou meme de violência virtual pé tênue e o limite é dado pelo alvo da mensagem. Segundo o G1, a especialista recomenda que as pessoas tentem se colocar no lugar da vítima para saber se gostariam de estar naquela situação.

Ela afirma que, no mundo virtual, o efeito acaba sendo potencializado tanto pelo efeito do anonimato quanto pela audiência. Muita gente pode achar que está em posição superior ou que não serão pegas cometendo esse tipo de agressão, no entanto, segundo Luciene. “Hoje existem juízes que já aceitam como uma forma de crime, ou de participação no crime, só o ‘like’ dado. O fato de já dar um ‘like’ mostra que você reitera aquela forma de violência como algo que você acredita que seja a melhor forma, então você também participou do ato”, afirmou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here