Jovem brinca dizendo que estupraria deputada, é demitido e sofre retaliações na internet

0

Um carioca sofreu retaliações após declarar em uma rede social que estupraria a deputada Maria do Rosário. O jovem, identificado como Diego Bellizzi, tentou se justificar e explicar a brincadeira, mas foi demitido do local onde estagiava e virou alvo de críticas nas redes sociais.

Publicidade

A ideia do estudante surgiu após uma polêmica envolvendo o deputado federal Jair Bolsonaro (PR), que declarou na última terça-feira (9) que não estupraria Maria do Rosário porque “ela não merecia” e “não era digna dele”. Internautas chegaram a criar uma petição pedindo a cassação dele.

Embalado pela polêmica do momento, Diego publicou uma foto segurando um cartaz com os dizeres “Eu estupraria a Maria do Rosário… mas com os dedos, porque com aquela cara nem com viagra na veia”.



A imagem foi compartilhada pela própria deputada em sua conta no Twitter. “Vejam isso. Quem para isso agora contra cada uma das mulheres do Brasil? Isso tem que parar!”, desabafou.

Surpreso com a repercussão, Diego disse que a foto não passou de uma brincadeira de mal gosto. “Achei que seria mais uma besteira da internet para os meus amigos. Sempre fiz piadas com assuntos muito mais graves e não tiveram tamanha repercussão. Peço desculpas à deputada e a todos os que se sentiram ofendidos, mas não tenho como refazer”, disse em entrevista ao jornal Extra.
RTEmagicC_227fd8040b.jpg

“Não fui influenciado, quis dar opinião sobre o assunto, fiz uma charge fotográfica que não foi muito bem aceita. Poucos se sentiram ofendidos. Os que se sentiram ofendidos não entenderam muito bem a charge. Peço perdão às mulheres e aos homens que se sentiram ofendidos e à deputada Maria do Rosário. O estupro não deveria existir”, completou o jovem.
RTEmagicC_ceaefc93a8.jpg

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here