Jovem diz ter sido agredido por PMs dentro de escola

0

O pai de um adolescente acusa dois policiais militares de terem agredido seu filho com golpes de cassetete na última sexta-feira (23), em Santos, no litoral de São Paulo. De acordo com informações do boletim de ocorrência, o menor de idade se envolveu em uma confusão na escola onde estuda e a direção da unidade educacional teria acionado a Polícia Militar. O menor passará por uma perícia no Instituto Médico Legal (IML), nesta segunda-feira (26), para avaliar o que provocou as lesões.

O caso ocorreu na Escola Estadual João Octavio dos Santos, no Largo São Bento. De acordo com informações da polícia, a diretora da escola ligou para o pai do estudante afirmando que ele havia fugido da instituição.

foto

O responsável pelo adolescente foi até o colégio, onde foi informado que seu filho teria jogado pedras na escola, motivo pelo qual a Polícia Militar, que possui uma base logo na frente da unidade de ensino, foi acionada e abordou o jovem.

Pai e filho, entretanto, não se encontraram na escola e só se reuniram em casa, onde o menor afirmou que teria sido agredido pelos PMs ao ser abordado e mostrou os ferimentos que, de acordo com ele, foram feitos por golpes de cassetetes dentro da quadra da escola.

Ao notar o estado em que o filho se encontrava, o pai da vítima foi até a base da Polícia Militar, onde localizou um dos agentes que havia atendido ao chamado da diretora. Ao questioná-lo, o policial disse que ele poderia ter se machucado sozinho durante a fuga.

Indignado, o pai do menor foi até o 1° Distrito Policial de Santos, onde registrou um boletim de ocorrência e foi instruído pelos profissionais a levar o menor para uma perícia. O exame será realizado nesta segunda-feira (26).

Em nota, a Secretaria de Educação afirmou que a polícia foi acionada porque pedras foram arremessadas na escola em horário de aula. Prezando pela segurança dos alunos, a vice-diretora pediu que a PM verificasse o que estava acontecendo.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here