Maia participa de inauguração de centro de segurança cibernética

0

Com a presença do presidente da República em exercício, Rodrigo Maia, a Microsoft inaugurou nesta quarta-feira (19), em Brasília, seu 1º Centro de Transparência da América Latina. O espaço da empresa de tecnologia vai permitir que o governo do Brasil e de outros países tenham acesso a informações de inteligência da empresa contra ataques virtuais.

O centro possui uma sala-cofre onde técnicos dos governos de países da América Latina poderão acessar códigos-fonte de produtos da Microsoft e obter informações sobre eventuais ameaças ao sistema governamental. Na inauguração, foi assinado um protocolo de intenções entre a empresa e o governo brasileiro para o compartilhamento dos dados.

8f6ba8a8-74e2-48e9-a945-a4adbd353e4a

O centro inaugurado em Brasília é o quarto da empresa. Estão em funcionamento também espaços em em Washington, nos EUA; em Bruxelas, na Bélgica, que cobre a Europa; e em Cingapura, para apoiar a Ásia.

“A decisão da Microsoft de estar aqui com sua empresa de vanguarda na área de tecnologia, na área de informação, vem num momento adequado, no momento em que o governo diz: ou vamos ter eficiência (…) ou as soluções para o Brasil não terão um final feliz”, discursou Rodrigo Maia, ao citar a reorganização das contas públicas brasileiras com a proposta que cria um teto para os gastos públicos.

Também participaram da inauguração do centro de transparência o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab; o governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg; o secretario de Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento, Marcelo Pagotti; e o ministro substituto do Tribunal de Contas da União (TCU) Weder de Oliveira.

De acordo com a Microsoft, os centros de transparência são uma extensão do Programa de Segurança de Governo da empresa. Cerca de 40 países e organizações internacionais já participam do programa, que oferece a oportunidade de revisão do código-fonte dos produtos Microsoft para atestar a segurança e a confiabilidade.

Por meio do centro, os governos terão acesso a importantes informações relacionadas à segurança cibernética de programas da Microsoft com foco em inteligência, proteção contra “malwares”(ameaças online) e segurança contra os crimes cibernéticos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here