Marido traído mata mulher com 51 facadas

0

Andre Munro, de 51 anos, matou a mulher, Clare Munro, de 47 anos, com 51 facadas. O marido ciumento utilizava dispositivos de rastreamento para espionar a esposa.

Quando ele descobriu que ela o estava traindo, esfaqueou a mulher com uma faca de pão na cozinha da casa. O crime aconteceu em Chiltern Road, Culcheth, Reino Unido.

Paranoico sobre a infidelidade da esposa, ele baixou aplicativos para monitorar o telefone dela, além de colocar um dispositivo de rastreamento por satélite no carro de Clare.

Munro alegou ter registrado a mulher em cenas íntimas. Segundo ele, há oito meses ela mantinha relações com um amante.


1
Quando a polícia chegou, o homem alegou que conseguia se lembrar pouco do esfaqueamento, mas admitiu que uma “névoa vermelha” desceu e ele se tornara “possuído”.

Munro disse aos policiais que usou uma faca, porém mais tarde mudou o relato, dizendo que tinha simplesmente ‘batido’ na mulher, com quem têm filhos com idades de 16, 14 e 10.

Psiquiatras disseram que Munro era autista, mas não havia condição mental que poderia justificar suas ações. A equipe médica o descreveu como “arrogante e de confronto” e com uma “natureza controladora extrema”.

O réu, especialista em Tecnologia da Informação, confessou o crime, mas, em um movimento altamente incomum, demitiu a equipe de advogados e tentou mudar o apelo.

Além da morte de Clare, Munro será julgado nesta quinta-feira (5/11) por assassinato e lesão corporal grave contra outra pessoa, que não pode ser nomeada por razões legais.

link-zap
Loading...

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here