Médico do Samu atira em outro e depois se mata em Piracicaba, SP

0

Um médico atirou em outro e depois se matou dentro da central do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Piracicaba (SP) na manhã desta terça-feira (24). O crime aconteceu por volta das 11h no refeitório da unidade, que fica na Avenida Doutor Paulo de Moraes, na região do bairro Paulista. O médico baleado morreu no local. O atirador foi socorrido, mas chegou sem vida ao hospital.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, Jorel Bottene era clínico geral e não estava na escala de trabalho desta terça. Ele chegou à unidade do Samu e atirou quatro vezes contra Deives Dias de Oliveira, que era coordenador da Central de Vagas do Sistema Único de Saúde (SUS) de Piracicaba.

img-20160524-wa0006

Os tiros atingiram Oliveira em uma das pernas, no tórax, no abdômen e na cabeça, conforme a secretaria. Em seguida, ainda segundo a pasta, Bottene atirou contra o próprio peito. Ele foi levado pelos colegas de Samu até a Santa Casa da cidade, mas morreu a caminho do hospital.

As polícias Militar e Civil estão no local. Ainda não foram divulgados mais detalhes sobre o motivo do crime, apenas que Bottene era subordinado à vítima no serviço.

O secretário de Saúde de Piracicaba, Pedro Antonio de Mello, lamentou o ocorrido. Segundo ele, desavenças pessoais podem ter motivado o crime. “Eram profissionais de alta qualidade e, inicialmente, não havia registros de conflitos entre eles no trabalho. É muito triste, nada que tenha acontecido justifica essa tragédia”, disse.

Em 2013, Como diretor técnico do Samu, Oliveira chegou a assumir interinamente a Secretaria de Saúde do município. Ele substituiu na época Luiz Roberto Pianelli, que havia sofrido um acidente vascular cerebral isquêmico (AVCI). Oliveira acumulou as duas funções na ocasião.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here