MP lança revista do programa do Milênio e premia escolas e estudantes

0

Gestos de reconhecimento em clima descontraído e festivo marcaram o evento de premiação realizado na manhã de hoje, dia 10, no segundo dia de atividades da Semana do Ministério Público estadual, no auditório da instituição no CAB. A celebração contou também com o lançamento da edição especial da revista ‘Ministério Público: Parceiro do Cidadão’, que traz um panorama sobre o programa ‘O MP e Os Objetivos do Milênio – Saúde e Educação de Qualidade para Todos’. Foram entregues as premiações para as nove unidades escolares selecionadas pela comissão julgadora do ‘II Prêmio Melhor Escola Pública do Ano’, desenvolvido pelo programa Milênio, e para as seis estudantes que tiveram suas redações selecionadas no concurso promovido pelo MP da Bahia nos municípios de Salvador e Presidente Tancredo Neves como atividade da campanha ‘O que você tem a ver com a corrupção?’.

2014 12 10 - Premiao Semana

A notícia continua após esta Publicidade

Após a apresentação musical de tema natalino do coral MP em Canto, o procurador-geral de Justiça Márcio Fahel fez os agradecimentos a todos e destacou a importância do ato de reconhecimento como elemento que fortalece as ações humanas. “O reconhecimento é parte de todo processo. Queremos melhorar o sistema educacional e de saúde, mas não basta melhorar a estrutura física, o que é extremamente importante, se não investirmos no aspecto emocional. Todos nós precisamos de reconhecimento”, afirmou para introduzir o ato de premiação. Ele também lembrou que a Semana do MP deste ano começou com um grande evento de atendimento efetivo à população, objetivo maior do Ministério Público. “Mesmo em um momento de confraternização, servimos à sociedade”, disse.

O gerente do Milênio, promotor de Justiça Sávio Damasceno, ressaltou que a proposta do programa é convidar e estimular a sociedade a agir em prol da educação e da saúde. Ele fez o lançamento oficial da revista – com tiragem de três mil exemplares – e enfatizou que se trata de um produto cuja finalidade é servir como ferramenta de motivação. “O Milênio é um trabalho de todo dia e de cada dia, movido principalmente pela boa vontade dos colegas e parceiros, porque ele é apaixonante. Que essa revista sirva de trampolim para fazer o Milênio se desenvolver e crescer mais”, afirmou, parabenizando os diretores, professores e estudantes das escolas premiadas. O promotor de Justiça Valmiro Macedo, gerente estadual da campanha de combate à corrupção na Bahia, falo sobre a importância do ‘MP e os Objetivos do Milênio’, lembrando que se trata de uma iniciativa premiada pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), e ressaltou o objetivo de reflexão que está presente no combate à corrupção. “A gente tem que compreender que isso é conosco, e que é fundamental. Compreender, tanto adultos como os jovens, que condutas desonestas não levam ninguém a lugar nenhum”, afirmou. Ele parabenizou as escolas que se vincularam aos dois projetos.

Também participaram do evento de premiação o representante do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) em Salvador, Frederico Lacerda; o representante da Secretaria Estadual de Educação, Eni Bastos; da Secretaria Municipal de Educação, Eliezer Cruz; o presidente da Fundação José Silveira, Geraldo Leite; o diretor-presidente da Companhia de Gás da Bahia, Luiz Gavazza; a conselheira do Conselho Municipal de Educação de Salvador, Gilmária Cunha e os prefeitos e secretários de educação dos municípios de Madre de Deus, de Presidente Tancredo Neves, de Ribeira do Pombal, de Amargosa e de Lapão.

Prêmios

As primeiras colocadas do concurso de redação, respectivamente em Salvador e Presidente Tancredo Neves, foram as estudantes Laurene Sued Batistas Santos, da Escola Municipal Brigadeiro Eduardo Gomes, e Sande Rafaele Santana Alves, do Colégio Brás Bispo de Oliveira. Além dos certificados, Sande foi premiada com um notebook e Laurene com um tablet, e as redações serão publicadas em jornais de grande circulação. As duas tiveram a oportunidade de ler para a plateia os textos produzidos, nos quais deram ênfase à conscientização por parte dos cidadãos de que a corrupção pode aparecer também em atitudes simples do cotidiano, que, muitas vezes, não são encaradas como desonestas. Já as escolas premiadas como melhores escolas públicas do ano foram: Escola Municipal Nossa Senhora Madre de Deus, Escola Municipal William D’Ávila de Bastos (Amargosa), Colégio Estadual Félix Mendonça (Itabuna), Colégio Evência Brito (Ribeiro do Pombal), Centro Municipal de Educação Agamenon Santana (Brumado), Escola Municipal Antônia Gaspar (Lapão), Centro Integrado de Educação Professora Maria Sônia Gomes e Professor Sá Teles (Brumado) e Grupo Escolar Frederico Smith Lima (Itabuna). Elas foram premiadas, cada uma, em R$ 8 mil e com bens e utensílios de esporte, biblioteca, de dança, música, teatro, eletrodoméstico de cozinha e equipamentos de laboratório de informática.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here