Polícia Civil já fez buscas por João de Deus em mais de 30 endereços

0

A Polícia Civil já realizou buscas para tentar prender João de Deus em mais de 30 endereços, segundo fontes da Polícia Civil de Goiás. Ele é procurado desde sexta-feira (16), quando um juiz expediu um mandado de prisão após mais de 300 mulheres relatarem terem sido abusadas sexualmente pelo médium. Ele nega.

Investigadores suspeitam que João de Deus possa ter saído do Brasil, mas a promotora responsável pelo caso, Gabriella de Queiroz Clementino, afirma que não há “nada concreto” sobre isso.

“Não temos nada concreto em relação a ele ter saído do país. É só um receio. Não temos informação a respeito disso”, afirmou Gabriella neste sábado.

O G1 tenta, desde às 7h30 deste domingo (16), falar com o advogado de João de Deus, Alberto Toron, tanto por telefone como via mensagem de texto. No entanto, não obteve retorno até a publicação desta reportagem.

A defesa e a polícia afirmam que estão negociando a apresentação voluntária de João de Deus às autoridades. O Ministério Público de Goiás considera o médium foragido, mas a Secretaria de Segurança Pública de Goiás discorda, pois a ordem de prisão não estabeleceu prazo para que se entregasse.

A prisão determinada pela Justiça é preventiva. Não significa que o médium já tenha sido julgado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here