Polícia tem imagens que mostram suspeitos que mataram publicitário

0

Imagens de câmeras de segurança, em posse da polícia, mostram a ação dos dois suspeitos que mataram a tiros o publicitário Bau Menezes, no bairro Santo Agostinho, em Salvador. A polícia busca identificar os criminosos após a divulgação das imagens, de acordo com a delegada Andreia Ribeiro, do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP).

O crime aconteceu na noite do dia 9 de julho, um dia antes da vítima completar 30 anos. Ele deixou um filho de 2 anos e uma ex-namorada grávida de 8 meses.


sem-titulo-1_1

Enterro

Amparada, a mãe Sônia Menezes desabafou durante a despedida. “Morreu com 29 anos, faltando 17 horas para completar 30 anos. Meu filho foi vítima e peço à sociedade a lei. Que não deixe impune o que aconteceu”. “A gente sabe que a violência existe, todos os dias está na nossa frente, mas a gente nunca para para pensar em relação ao que pode acontecer entre nós”, lamentou a tia, Solange Galanti.

Discursos emocionados marcaram a homenagem ao jovem, que era sócio de uma agência de promoções e eventos. “Toda a família se orgulha do filho, do irmão, do neto, do pai, do irmão. Muito obrigado”, afirmou o empresário e amigo de Bau, Sérgio Bezerra.

Segundo a PM, a vítima, que estava dentro do carro, teria se assustado com a abordagem dos criminosos e ainda tentou fugir, mas foi atingida por um disparo na cabeça e morreu no local.Os objetos e o carro do publicitário não foram levados.

A assessoria de comunicação da Polícia Civil informou que um sócio do publicitário prestou depoimento e que a 6° Delegacia Territorial (DT/ Brotas), que investiga o caso, já intimou mais pessoas. Ninguém foi preso até a tarde deste sábadp.

Amigo e sócio do publicitário, Sandro de Pinho disse que ainda não há certeza sobre como tudo aconteceu. “Na verdade, a gente não tem como saber, mas segundo a própria perícia lá no local, o veículo ainda teve uma colisão, bateu em um carro, então acredita-se que pode ter sido uma tentativa de, sei lá, puxar o carro. A gente não sabe a reação porque quando a pessoa está sendo assaltada, demora da ficha cair. O sentimento que dá na gente é de que parece que a gente está em uma guerra”, lamentou Sandro.

A morte de Bau Menezes comoveu bastante amigos e pessoas próximas a ele. “Estudamos juntos na faculdade. Fiquei sabendo agora mesmo, quando fui surpreendido por colegas com essa trágica notícia. Não o via fazia alguns meses. Muito chocante”, lamentou o ex-colega da vítima, Nell Araújo.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here