Policiais vasculharam celulares de equipe após foto de Bolsonaro em hospital vazar

0

A diretora da Santa Casa de Juiz de Fora, Eunice Dantas, informou que policiais federais fizeram uma varredura na unidade em busca do autor da foto que mostra Jair Bolsonaro no centro cirúrgico. Os agentes olharam os celulares de todos os médicos, anestesistas e técnicos na investigação sobre o vazamento da imagem nas redes sociais.

Os policiais, no entanto, não chegaram a identificar o autor. O candidato foi transferido da unidade na manhã desta sexta-feira ao Hospital Albert Einstein, em São Paulo. Os filhos do parlamentar elogiaram o atendimento da equipe mineira. Presidente da Santa Casa de Misericórdia, Renato Loures lamentou o episódio da foto e disse que a investigação está a cargo da Polícia Federal.

A notícia continua após esta Publicidade

— Não se pode permitir que seja vazada uma foto do centro cirúrgico — disse Loures. Bolsonaro teve uma “lesão por material perfurocortante na região do abdômen” e foi submetido a cirurgia. Segundo a diretora da Santa Casa, o político passou a noite sem sobressaltos. O parlamentar foi transferido para o hospital Albert Einstein, em São Paulo, por volta das 8h10 desta sexta-feira.

— Ele passou a noite muito tranquilo dentro do esperado em uma cirurgia desse porte e manteve-se hemodinamicamente estável. Houve a condição segura para essa transferência, ele está hemodinamicamente muito bem — explicou a médica. Na manhã de hoje ele seguiu em uma UTI móvel particular até o aeroporto da Serrinha, em Juiz de Fora, de onde seguiu de jatinho para o hospital de São Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here