População queima casa do Prefeito, de vereadores e toca fogo na Câmara

20

A casa do prefeito, três vereadores e a Câmara Municipal, foram invadidas e incendiadas, na manhã desta quarta-feira (14), durante protesto de funcionários públicos que estão com salários atrasados, e também, de mototaxistas que estariam revoltados com as taxas impostas pelo executivo municipal.

Além da casa do prefeito Igsson Monteiro (PMDB) , os manifestantes incendiaram a Câmara Municipal da cidade, depredaram e saquearam a casa de três vereadores e jogaram o carro do gestor no rio Solimões.
O titular da Delegacia Interativa de Coari, delegado Luis Fernandes, pediu reforço da PM que enviou, por volta das 16h (18h no horário de Brasília) desta quarta, para a “Terra do Petróleo” cerca de 60 policiais militares do Batalhão de Choque. A situação já está controlada, porém a polícia não descarta novos ataques por parte dos manifestantes.

De acordo com informações da Polícia Civil, com informações da Polícia Civil, aproximadamente 400 manifestantes se reuniram na frente da casa do prefeito para protestar contra a falta de pagamento de salários que se arrasta desde o mês de agosto. Alguns dos funcionários estariam sem o décimo salário.
Coari-revolta-7

VEJA MAIS FOTOS E VÍDEOS CLICANDO AQUI

Casas e câmaras foram queimadas pelo povo revoltado
A situação saiu do controle e os manifestantes invadiram as duas casas do prefeito, localizadas no Centro e no bairro Tauamirim, onde destruíram eletroeletrônicos, móveis, e depois, incendiaram as residências que ficaram completamente destruídas. Em seguida, eles incendiaram a Câmara Municipal e saquearam a casa de três vereadores, Igseu, conhecido como Bat (PMDB), que é presidente da Câmara e irmão do prefeito, além dos vereadores Passarão (PTC) e Saluciano Junior (PMDB).

Conforme a Polícia Civil, durante a revolta, um mototaxista foi preso por incitar a violência. Mas ele foi liberado logo em seguida. O chefe da assessoria de comunicação da Polícia Militar, major Luiz Navarro, Coari ganhou reforço de policiais militares de cidades próximas e, também, do Batalhão de Choque. Os policiais deverão permanecer na cidade até que a situação esteja totalmente controlada.coari1Atrasos

Um funcionário, que preferiu não se identificar temendo represálias por parte do prefeito, disse que a maioria dos funcionários públicos está com o salário atrasado desde o mês de agosto de 2014. Inclusive até o décimo terceiro salário não foi pago pelo chefe do executivo municipal. “É uma falta de respeito com os funcionários que precisam sobreviver e pagar suas contas”, frisou.

Coari é conhecida no Amazonas como a “Terra do Petróleo” por conta da instalação da Petrobras na cidade. Embora seja rica no gás e petróleo, Coari é manchada pelos crimes ocorridos na cidade como corrupção e a rede de prostituição infantil, que era comanda pelo ex-prefeito de Coari, Adail Pinheiro. Este está preso desde fevereiro do ano passado, em um Batalhão da PM, em Manaus. Adail é suspeito de comandar uma rede de prostituição que envolvia vítimas com idades de 10 a 13 anos de idades na cidade. Ao menos sete pessoas foram presas e condenadas por integrarem o grupo de exploração sexual em Coari e Manaus. Adail foi condenado por favorecimento a prostituição infantil a 11 anos e 10 meses de cadeia em regime fechado. Mas como corre risco de morte, ele permanece em uma batalhão da PM.Coari-revolta-7

Na última terceira-feira (13), o ex-prefeito foi condenado mais uma vez por unanimidade pela Corte do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), a 1 ano e dois meses em regime aberto, com pagamento da pena em serviços comunitários, por descumprimento de ordem judicial.

20 COMENTÁRIOS

  1. Acho que o POVO começou a abrir os olhos e escutar muito tarde, porque o que esses políticos fazem com quem o elegeu e este bando de corruptos não está nem ai, vamos então começar a tomar nossa posição nas próximas eleições e não eleger ninguém.

    • Os caras querem que o povo pague imposto, não dão a minima da onde a pessoa ira tirar esse dinheiro e não pagam os coitado e tem a cara de pau de ameaçar, corta a água a luz.

      Estão de parabéns, queria que tivesse gente de culhão assim na minha cidade, me mandaram uma conta de agua de 500 reais sendo que mora só 2 pessoas na casa e quando vai lá reclamar eles mandam a gente buscar os nossos direitos e sabemos que “Justiça” não vai fazer nada contra o setor público da qual ela mesma provem. E ficamos refém desses marginais de gravata.

  2. Estão de sacanagem!!!! A falta de dinheiro deixaram as pessoas de miolo mole. Se eu trabalhasse um mês e não recebe, por isso, pediria para sair e corria atras de outro trabalho. Jamais iria tornar-me um vândalo. Simples, atitude e sem estresse.

  3. Deveriam incendiar a cidade também porque não foram eleitos pelo vento. O povo precisa acordar e se mobilizar mesmo nem que seja na base da porrada já que de maineira pacífica não adianta.

  4. Bom… de que adianta? Alguém se perguntou com quê dinheiro eles; o prefeito e os vereadores (a câmara nem se fala)vão restaurar tudo??? Além “aumentarem” (o que certamente ocorrerá) os prejuízos que tiveram, aproveitando a situação para fazerem uma belíssima reforma em suas residências e reporem os móveis, eletroeletrônicos e etc por outros mais novos, sofisticados e caros. E quem vai pagar por tudo isso? Serão os mesmos que promoveram os ataques e a população que não participou mas que vai arcar com esses custos mais uma vez.

    • Wellington, seus argumentos estão corretos. Eu tb pergunto, de que adianta? Se por um lado não adianta, por outro revela que os que esses seres humanos aí foram reduzidos, pela irresponsabilidade das autoridades dos 3 poderes em seres que voltaram a agir pelo instinto. Assim é que agem quem é reduzido a objeto. Não é possível que aí não tenha judiciário e ministério público. Ou faltou queimar a casa de mais culpados? Não é possível que que funcionária público passar mais de ano sem receber salário por mais de 1 ano e o ministério público mais o juiz deixar chegar a uma situação dessa, se fica a perguntar: Quem é o juiz, que é o promotor dessa cidade? Essa dúvida me tortura.
      Tem mais outra, o ex-prefeito Adail, será que vai cumprir toda a sentença no quartel da polícia? Não é possível que ele passe todo esse tempo e não passe pelo negão. Tem que ser transferido para um presídio comum pra saber o que os pobres passam, condenados pela mesma lei e crimes.Quem gosto tanto de sexo ilegal, tem que passar pelo negão pra se satisfazer.

    • E o que vai resolver? kkkkkkk
      Você ta no Brasil Se seu patrão deixar você 6 meses sem salário e você trabalhando como um escravo, você vai bater palmas pra ele? kkkkkkkkkk você é um trouxa mesmo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here