Professores de escolas particulares também entram em greve

0

“Agora foi que empenou tudo”, disse um assessor da Secretaria de Educação do Estado, após ficar sabendo que os professores da rede particular de ensino decidiram entrar em greve. A paralisação começa a partir da próxima segunda-feira (29). Segundo o Sindicato dos Professores no Estado da Bahia, pelo menos 20 escolar privadas da capital baiana já confirmaram adesão ao movimento.

Publicidade

Antes do início da greve, os professores realizam uma paralisação na segunda-feira (28) com o objetivo de mobilizar a categoria, que se reúne às 14h com o patronato para uma última tentativa de acordo antes do início do movimento grevista. Caso haja avanço nas negociações, os professores realizam uma assembleia com a categoria às 8h da terça-feira, que pode impedir a realização da greve.

Ainda segundo o sindicato, a mobilização deve se expandir para outras cidades baianas, mas o sindicato ainda não tem retorno dos professores de outras cidades baianas sobre a adesão ao movimento. “O número de escolas com professores aderindo à greve deve aumentar a partir da próxima segunda, quando pretendemos pressionar os empresários a rever a proposta de reajuste salarial”, explicou a sindicalista.

O percentual de aumento reivindicado pelos professores é de 10% do ganho real mais 4,88% de correção da inflação pelo Indice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Porém, os empresários, ofereceram o reajuste de 5% ignorando às 58 reivindicações da pauta, que inclui saúde, segurança e condições de trabalho, entre outros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here