Repórter processa Datena por assédio sexual; apresentador diz que é “delírio”

0

O apresentador Datena (61) está sendo acusado de assédio sexual pela jornalista Bruna Drews (35), ex-repórter do Brasil Urgente.

A notícia continua após esta Publicidade

De acordo com o Notícias da TV, Bruna entrou com uma representação no Ministério Público de São Paulo e está movendo uma ação trabalhista contra a Band.

Na denúncia, a jornalista refere que Datena afirmou que ela “não precisava emagrecer porque já era muito gostosa”. Além disso, o apresentador teria se ‘tocado’ pensando nela e achava um “desperdício ela namorar uma mulher”. O caso teria acontecido em junho do ano passado.

A jornalista também revelou que, durante um evento, Datena teria iniciado conversas inadequadas e uma testemunha afirma ter ouvido as palavras e irá depor contra o apresentador.

Segundo a publicação, Bruna decidiu processar Datena agora pois apresentou um grave quadro de depressão e pânico depois do assédio. Ela afirma ainda que o ocorrido a fez desistir da profissão de repórter. A profissional está de licença médica desde o mês de julho.

José Luiz Datena nega as acusações. De acordo com ele, testemunhas afirmam não terem visto qualquer conversa de teor sexual entre ele e Bruna. “Na comemoração, repeti a ela que ela era muito bonita e que não precisava emagrecer, porque ela já era competente. Tirando isso, todo o resto é mentira, calúnia e delírio”, diz Datena.

O apresentado ainda afirma que as acusações são totalmente “falsas” e que já está “tomando providências legais”. “Isso não é verdade, é falso. Eu disse para ela que ela era uma pessoa bonita. Dizia no ar, pra todo o Brasil ouvir, [que é] bonita e competente. Ela nunca reclamou, só me agradeceu por tratá-la bem”, ressaltou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here