‘Vai ficar marcado. Nasci de novo’, diz Chambinho após atentado no Piauí

0

O ator e sanfoneiro Nivaldo Expedito de Carvalho, o Chambinho do Acordeon, que interpretou Luiz Gonzaga no cinema, disse nesta segunda-feira (1º) que o atentado sofrido na madrugada de sábado (30) ficará marcada para o resto da vida. O artista garantiu que o episódio não se tratou de uma tentativa de assalto, mas sim de homicídio, e se emocionou ao falar da família e dos dois filhos.

“Dá medo. É uma coisa que vai ficar marcada para o resto da minha vida. Agora me considero um piauiense legítimo porque nasci de novo”, afirmou o sanfoneiro que é natural de São Paulo e filho de pais piauienses.

Por volta das 2h15 da madrugada do sábado, o artista deixava uma casa de shows na Zona Leste de Teresina com a mulher e mais um amigo que conduzia o veículo. Logo após sair, um homem pilotando uma motocicleta e com capacete preto efetuou um disparo.

O motociclista continuou seguindo o carro e mais três tiros foram disparados. Um deles atingiu de raspão um amigo de Chambinho que dirigia o carro.

“O elemento já chegou atirando e acho que foi uma tentativa de homicídio. Espero que a polícia encontre esse homem, porque eu quero saber o que aconteceu. Aqui em Teresina eu só tenho amigos e nunca tive discussão com ninguém, nem aqui e em lugar nenhum do Brasil”, afirmou o sanfoneiro.

Ainda no sábado, o artista publicou um desabafo em seu página oficial em uma rede social sobre o caso. Chambinho ainda se questiona porque foi alvo do atentado e diz não entender os motivos do episódio. “Não sei o que tem de errado, porque eu trabalho com arte, com música. Meu objetivo é proporcionar entretenimento para as pessoas”, desabafou.

Apesar de ainda estar assustado com o ocorrido, ele afirma que seguirá em frente com sua rotina, mas terá um pouco mais de precaução.

“A apresentação foi uma das melhores que eu fiz aqui em Teresina e as pessoas estavam muito animadas. Não vou deixar de tocar sanfona e a vida segue, mas com mais precaução a partir de agora. Confesso que ainda estou muito assustado, mas agora é voltar para casa e pensar na família”, disse ele.

Investigação
Para o delegado Ademar Canabrava, titular do 12º Distrito Policial, a polícia trabalha com duas linhas de investigação: de tentativa de homicídio e de assalto contra o cantor. O delegado informou ter solicitado na manhã desta segunda-feira (1º) as imagens de todas as câmeras de segurança localizadas na Avenida Nossa Senhora de Fátima, local do crime.

“Não podemos descartar neste momento nenhuma hipótese. Encaminhei o pedido das imagens para à Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) e vou solicitar também a perícia no carro utilizado pelo cantor no dia do crime. Já estou em posse dos depoimentos das vítimas, já que eles foram prestados ao delegado de plantão da Central de Flagrantes”, declarou Canabrava.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here