Veja 10 dicas para não se dar mal no Enem 2015

0

E o fim de semana da tensão está chegando mais uma vez, caros amigos! Cerca de 580 mil candidatos farão as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) na Bahia neste sábado (24) e domingo (25). Para garantir um bom desempenho e tranquilidade na hora da prova, não basta apenas estar bem preparado e lembrar do conteúdo estudado durante o ano. Detalhes bobos, algumas vezes, podem fazer a diferença em um teste tão concorrido como esse.

Na Bahia, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Econômicas (Inep), 301.340 candidatos se declararam pardos e 164.521 pretos, somados equivale a pouco mais de 80% dos inscritos. Outros 14% (83.003), se autodefiniram brancos, 2,5% como amarelos (13.075) e 0,7% como indígenas (3993). Em relação ao gênero, 61% dos participantes são do sexo feminino (353.070) e 39% do masculino (227.001). E 2015, 18 inscritos são declarados travestis ou transexuais. Ou seja, a concorrência é bem grande!

link-zap
Loading...

enem2013
Pensando  nisso, reunimos algumas dicas para te ajudar durante a prova. O texto é longo, mas vale a pena. Se liga:

1 – Acorda pra vida: você não é artista e ninguém vai ficar te esperando! – Os candidatos que estão na Bahia devem ficar atentos ao horário para não pagar o mico de chegar atrasado ao local das provas e aparecer no telejornal chorando. O Enem segue a horário de Brasília, que está no horário de Verão. Por isso, os portões no estado serão abertos às 11h e fecham às 12h, sendo que as provas começam às 12h30. Os portões são fechados rigorosamente no horário e não adianta implorar ao porteiro, mesmo que o atraso seja de alguns segundos.

2 – Fique atento ao busu! – Você não tem carro, certo? Em vez de dar aquela paletada básica, saiba que 785 coletivos extras estarão circulando em Salvador no fim de semana por causa do Enem. Serão 118 linhas distribuidas pela orla, miolo e Subúrbio, a partir das 8h. São 345 ônibus a mais no sábado e 475 ônibus extras no domingo. Ok, tudo bem que vai ter ônibus extra, mas nem por isso tem que dar chance para o azar, né? Em Salvador, o usuário também pode ficar atento ao horário do busú no aplicativo CittaMobi.

3 – Olha o engarrafamento, meu filho! –  O recomendado é que o candidato chegue ao local da prova pelo menos uma hora antes do início. Então, tem que sair de casa com duas horas de antecedência. E, por isso, tem que começar a se arrumar com três horas de antecedência, também! Para facilitar o acesso dos candidatos, a Superintendência de Trânsito (Transalvador) vai realizar uma operação especial de controle do tráfego e de fiscalização do estacionamento irregular em Salvador. Áreas que necessitam de intervenções ou bloqueios como a rua do Lazer, no Dique do Tororó, e a avenida Magalhães Neto, que é fechada para ciclismo, estarão liberadas nos dois dias de prova.

4 – Não esqueça, parça: documento e canetas são o básico! – Para entrar no local das provas, é preciso apresentar um documento original válido com foto, como por exemplo Identidade, Carteira Nacional de Habilitação, Passaporte ou Carteira de Trabalho, dentre outros (mais informações no site www.enem.inep.gov.br. Se você esquecer isso, nem pense que vai entrar na sala para fazer a prova. Esqueça e vá para casa assistir desenho animado!

Outra coisa: você não quer perder pontos porque achou mais bonitinho fazer a prova com canetinha rosa, né?! Para responder as questões, o candidato deve utilizar caneta de tinta esferográfica preta fabricada em material transparente, pois outra cor compromete a leitura óptica do cartão de respostas.

5 – Pegou a prova? Veja as prioridades! – Para o professor de matemática e física, Mateus Lordelo, é essencial que o candidato consulte previamente a faculdade que pretende concorrer a vaga e veja qual prova tem peso maior para o curso escolhido. “O aluno precisa ter se concentrar e fazer o maior número de questões possíveis. Ele tem que focar nas matérias que tenham maior peso e que são mais fáceis responder. É importante não perder muito tempo em apenas uma questão”, pontua.

6 – Leia tudinho, viu? Nada de preguiça, mermão! – Lordelo explica que a prova apresenta questões de variados níveis de dificuldades, por isso o ideal é que o candidato leia atentamente o enunciado de cada questão antes de passar para a seguinte. “Em cada página há três ou quatro questões que o aluno preparado consegue responder. O que não é recomendável é pular uma questão sem ler. Muitos alunos, durante a correção após a prova, reclamam que que deixaram de responder questões fáceis por não terem lido o enunciado.

7 – Atenção ao tempo, rapaz! – No primeiro dia, os inscritos terão 4h30 para responder questões de Ciências Humanas e suas Tecnologias e Ciências da natureza e suas Tecnologias. Já no domingo, o caderno de questões conta com Linguagem, Códigos e suas Tecnologias, Matemática e suas Tecnologias e Redação, o participante terá 5h30 para responder as provas.

“São dois dias de prova bastante cansativos e o aluno tem que ficar atento ao tempo. No segundo dia, é importante pelo menos ler o tema da redação todo antes de partir para questões. A dica é fazer a prova de português, porque assim o candidato, já ciente do tema, pode tirar dúvidas em relação a ortografia e fazer conexões com o assunto proposto”, afirma Lordelo.

8 – Deixe de gulodice! Se controle! – Outra dúvida bastante comum entre os candidatos é em relação a alimentação, afinal, ninguém quer ter um belo “piriri” na hora da prova. Na dúvida, não arrisque e coma coisas leves! O professor explica que isso deve ser treinado antecipadamente em simulados, para que o aluno desenvolva uma rotina e fique mais seguro no dia da prova.

“A alimentação é um fator importante e que vai ajudar ou atrapalhar o aluno. É preciso se alimentar bem para a maratona de provas. Durante o exame, é recomendável algo leve. Eu sugiro as barras de cerais ou chocolates. Os alunos precisam ainda ficar atentos em relação a água e outros líquidos, principalmente as mulheres. O alto consumo pode fazer o participante sentir necessidade de ir mais vezes ao banheiro e, a depender do local da prova e da sala, do fiscal e dos agentes, o aluno pode perder cerca de meia hora em uma ida ao banheiro. Esse tempo faz diferença no final”, pontua.

9 – Correção? Deixa pra depois! Não seja masoquista… – Outra dica apontada por Lordelo é em relação a correção após o primeiro dia de provas, que deve ser evitada pelo aluno. “O candidato não deve, no fim do primeiro dia, corrigir o caderno de questões. Isso não vai trazer nada de bom para ele. Pelo contrário, vai apenas gerar mais tensão ou angústia. Recomendo até que o aluno desligue um pouco o celular e saia desses grupos de discussões sobre a prova. No sábado é necessário apenas descansar. A correção deve ser feita somente depois dos dois dias de prova concluídos”, esclarece. Então, se você tomou bomba na prova, é bom saber só na segunda-feira. Não vai fazer diferença, amigo…

10 – Pare de se exibir no Insta! – Queridinho, lugar de prova não é lugar de ficar se exibindo com selfies nas redes sociais, viu! Só avisando. Lembre-se que o Ministério da Educação designou uma equipe que fica só de “BBB” nos sites de relacionamento, registrando os exibicionistas de plantão. Se te pegarem, você tá frito! Inclusive, é melhor nem levar celular para não ter problema. Vai na boa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here