Vereador é encontrado morto com tiro na cabeça e policia acredita em suicídio

0

Investigações da Política Civil e o laudo da perícia realizada pela Polícia Técnico-Científica apontam que o secretário de Desenvolvimento Econômico e Social de Goianésia e vereador licenciado, Wilson Portilho da Cunha (PMDB), de 48 anos, cometeu suicídio. Ele foi encontrado morto nesta quarta-feira (6), dentro do carro oficial da prefeitura, no distrito de Cirilândia, no município de Santa Isabel, com um tiro na cabeça. Ele estava desaparecido há dois dias.

O delegado regional da cidade, Marco Antônio Zenaide Maia Júnior, conversou com a imprensa na manhã de hoje e, contou que o secretário da prefeitura de Goianésia tinha um revólver, calibre 38 e que teria ido pescar com um amigo na tarde de segunda-feira. “Depois que ele deixou o colega de trabalho em casa, avisou à esposa que estava indo embora, mas não apareceu. Na tarde de terça-feira foi visto em um supermercado comprando água.

Horas antes de ser encontrado morto, o vereador licenciado enviou uma mensagem ao filho. “Vocês estão atrás de mim por quê? Não fiz nada de errado”, escreveu, por volta das 5h. Seu corpo foi encontrado três horas depois. A família da vítima confirmou que ele tinha um revólver calibre 38

De acordo com o perito, Valdinei Silva, o vereador foi encontrado ajoelhado e com a cabeça dentro de uma Saveiro. A hipótese de latrocínio ou homicídio foi descartada. “Não encontramos nenhum vestígio que possa indicar a presença de outra pessoa no local. Além disso, a posição da mão do secretário reforça a linha de investigação que aponta o suicídio”, explica o perito.

A família informou que Wilson passava por problemas pessoas, mas o delegado não explicou o que estaria acontecendo. A conclusão do inquérito deve ocorrer em 30 dias. Wilson estava no seu segundo mandato. Ele era casado e tinha dois filhos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here