Criminosos disfarçados de policiais sequestram empresário em falsa blitz

0

Criminosos disfarçados de policiais civis, com uniformes e viatura falsos, simularam uma falsa blitz de trânsito para sequestrar um empresário na noite de quarta-feira (6) na Vila Alpina, Zona Leste de São Paulo. De acordo com o Bom Dia São Paulo, parte da quadrilha foi presa pela Polícia Militar (PM), outra parte fugiu e a vítima acabou libertada.

Na delegacia onde o caso foi registrado, o empresário não quis gravar entrevista, mas confirmou à equipe de reportagem que só parou seu carro porque achou que se tratava de uma barreira policial. Ele ficou cerca de duas horas com os criminosos até ser solto por eles.

Segundo o delegado Daniel Almeida, do 56º Distrito Policial (DP), na Vila Alpina, três sequestradores abordaram o veículo da vítima e a levaram até a Marginal Tietê.
falsa blitz

“A vítima foi arrebatada na via pública, indo em direção a sua casa. Três pessoas arrebataram, se fingindo serem policiais civis, quando na verdade não eram. Inclusive, a gente tá apurando a questão da viatura. A vítima disse que tinha sirene, era parecida com a viatura e que, por isso, parou o veículo”, disse o delegado Daniel.
Em seguida, de acordo com a PM, outros três criminosos seguiram até a casa do empresário, onde ameaçaram a mulher a sobrinha dele. Lá, roubaram relógios, eletrônicos e cerca de R$ 2 mil, dólares e garrafas de bebida. Não foi divulgado se parte dos bens e dinheiro foi recuperada com os criminosos.

Ainda seguindo policiais militares, eles passaram pela região e abordaram os criminosos, que tentaram fugir de carro, mas bateram o veículo. Dois deles foram presos e levados ao DP. Um terceiro sequestrador fugiu e é procurado.

Depois que a PM prendeu parte da quadrilha, os outros sequestradores libertaram o empresário perto da Ponte do Piqueri, a aproximadamente dez quilômetros de distância do local onde ele havia sido feito refém.
De acordo com a polícia, a quadrilha monitorava a rotina do empresário havia cerca de três meses.

“O que eu posso dizer é que é uma quadrilha especializada nesse tipo de crime. Eles atuam com esses veículos que são feitos pra que a vítima não perceba que sejam falsos policiais. As roupas que foram apreendidas revelam que eles realmente se preocuparam com a vestimenta”, disse o delegado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here