Dois presos da operação Corcel Negro são transferidos da BA para MG

0

Na manhã deste sábado (23) dois presos da operação Corcel Negro foram levados de Barreiras, no oeste da Bahia, para Montes Claros, em Minas Gerais, no helicóptero da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Na sexta-feira (22), 23 pessoas foram presas no esquema que já lucrou cerca de R$ 70 milhões, de acordo com informações do Ministério Público da Bahia (MP-BA).

Além do MP-BA, a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o Ibama e a Secretaria de Segurança Pública (SSP), com o apoio das Polícias Civil e Militar, estão envolvidos na ação, que objetiva combater a produção e o transporte irregulares de carvão vegetal e de madeira, além do uso de notas fiscais e Documentos de Origem Florestal (DOF) falsos.

No total são 21 mandados de prisão e 26 de busca e apreensão nos municípios de Salvador, Barreiras, Bom Jesus da Lapa, Carinhanha, Coribe, Juazeiro, Côcos, Riacho de Santana e Ibotirama.

Até o momento já foram cumpridos 15 mandados de prisão, além de uma pessoa presa em flagrante no interior. Entre os presos está uma empresária suspeita de intermediar o esquema ilegal. Também estão detidos sete atuais e ex-servidores da Secretaria de Meio Ambiente (Sema), entre eles três ex-superintendentes.

Investigação

Segundo o MP-BA, as investigações do esquema ilegal estavam sendo conduzidas
pelo Ibama, 10ª Superintendência da Polícia Rodoviária Federal e pelo Núcleo de Investigações Criminais do Ministério Público (NIC).

O Ministério Público informou que, durante as investigações, foram identificadas ações criminosas, como o desmatamento de áreas de floresta nativa com a utilização da mesma autorização de exploração por diferentes usuários e propriedades, utilização de fornos ilegais para produção de carvão, atuação de agenciadores de intermediação entre o produtor, o comerciante e o transporte do material, uso de notas fiscais falsas, de um único DOF e nota fiscal para diferentes documentos de origem florestal, dentre outras ações ilegais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here