Jovem é presa suspeita de matar amante do marido na frente dos filhos da vítima

0

Uma jovem de 25 anos foi presa, nesta segunda-feira (17), suspeita de matar Larissa Ramos Moura, de 21, na frente dos filhos da vítima, em Aragarças, na região oeste de Goiás. Segundo a Polícia Civil, Danielle Carvalho de Araújo cometeu o crime junto com duas adolescentes, de 14 e 16 anos.

“A vítima estaria tendo um caso com o esposo da autora. Dias antes, ele tinha batido na autora e foi preso por violência doméstica. A vítima teria ligado para a autora para caçoar, dizendo que, além de traída, foi agredida. Depois disso, a vítima foi tirar satisfação e ocorreu o crime”, disse ao G1 o delegado Ricardo Galvão.

A notícia continua após esta Publicidade

A reportagem tentou contato com a defesa de Danielle, mas as ligações não foram atendidas. Em depoimento, a jovem alegou que foi à casa de Larissa apenas para conversar, mas elas começaram a brigar e, durante a confusão, a adolescente de 14 anos atirou contra a vítima.

As estudantes respondem ao processo em liberdade. De acordo com o delegado, ambas afirmaram que foi a estudante mais nova quem levou a arma e atirou. Entretanto, o delegado não acredita na versão do trio.

“Acreditamos que Danielle foi lá com a intenção de matar e, no momento da discussão, pegou a arma e efetuou os disparos”, disse Galvão.

Morta na frente dos filhos

O crime aconteceu por volta das 20 horas do dia 17 de julho de 2018, na casa da vítima. Três tiros atingiram Larissa. Em seguida, as autoras fugiram.

Galvão contou que os dois filhos de Larissa, uma menina de 2 anos e um menino de 4 anos, presenciaram a morte da mãe.

“Os disparos foram na frente das crianças. Inclusive, o menino de 4 anos correu para a rua gritando que a mãe tinha sido baleada. Ele dizia: ‘Mataram minha mãe’”, contou o delegado.

De acordo com o investigador, as pessoas que estavam nas proximidades correram para a casa da vítima e a encontraram morta. Em seguida, chamaram a Polícia Militar.

A Polícia Civil tem 30 dias para concluir o inquérito. O delegado afirmou que deve indiciar Danielle por homicídio e as adolescentes por ato infracional análogo ao crime.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here