Paciente tem convulsão na recepção do Hospital Regional em Alagoinhas; Veja o vídeo

0

Uma cena assustou dezenas de pessoas que aguardavam atendimento na recepção do Hospital Regional Dantas Bião, em Alagoinhas na manhã desta sexta-feira (31).

De acordo com um paciente que pediu para não ser identificado, o homem que aparece no vídeo chegou trêmulo e sentou em uma das cadeiras da recepção. Antes dele, um idoso que se queixava de dor de cabeça desmaiou e foi levado para dentro do hospital por vigilantes. Minutos depois, ele caiu da cadeira, bateu a cabeça no chão e começou a se bater. “Ele entrou tremendo e sentou. Antes dele, um idoso desmaiou e cinco minutos depois esse homem caiu no chão, machucou a cabeça e começou a tremer. Ele foi levado por vigilantes e, como lá dentro não tinha maca, ele foi atendido no chão”, relata.

link-zap
Loading...

dantas

O paciente ainda relatou que chegou ao hospital por volta de 5h da manhã e saiu no início da tarde sem atendimento. “Eles disseram que estavam sem médicos. Tinha uma média de 20 pessoas esperando, entre adultos e crianças.Não aguentei esperar e fui passando mal pra casa”, relata ele, que também reclamou da constante falta de médicos. “Faltam médicos direto e eles só chegam meio-dia”.

A reportagem do Bocão News entrou em contato com a assessoria de comunicação da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), que enviou uma nota com informações fornecidas pela organização social Monte Tabor, administradora do hospital. Segundo a nota, houve uma grande demanda no dia (31) e os pacientes foram atendidos de acordo com os protocolos de Acolhimento com Classificação de Risco. Também explicou que a escala de assistência da unidade está completa.

Leia íntegra da nota:

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) informa que o hospital Dantas Bião, em Alagoinhas, é administrado pela organização social Monte Tabor. A entidade esclarece que ontem (31) havia uma grande demanda na unidade e os pacientes estavam sendo atendidos de acordo com os protocolos de Acolhimento com Classificação de Risco. Este é um instrumento internacional de ordenação e orientação da assistência, sendo um sistema de regulação da demanda dos serviços de urgência e emergência. Os pacientes classificados como Verde ou Azul são considerados não urgentes e são atendidos em tempo superior aos classificados como Laranja e Vermelho, cujo atendimento é imediato. A escala da unidade encontrava-se completa com médicos de diversas especialidades, além de enfermeiros e técnicos de enfermagem.

Assista:

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here