‘A polícia vai mirar na cabecinha e… fogo’, diz novo governador do Rio

0

O governador eleito do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), reiterou que policiais que matarem quem portar fuzis não devem ser responsabilizados “em hipótese alguma”.

“O correto é matar o bandido que está de fuzil. A polícia vai fazer o correto: vai mirar na cabecinha e… fogo! Para não ter erro”, disse, em entrevista ao jornal Estado de São Paulo.

Para Witzel, a autorização para a polícia matar sem responsabilização não vai aumentar a letalidade do Estado, mas sim “reduzir os índices de bandido de fuzil em circulação”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here