Doméstica morre após ser baleada em tiroteio entre facções em Salvador

0

O som de uma rajada de metralhadora atraiu a atenção da empregada doméstica Jucileide Jesus dos Santos, de 51 anos, para a beira da laje da casa da irmã, onde a família celebrava o Natal, na rua São Domingos, na Baixa do Manu, em Pernambués, na madrugada desta sexta-feira, 25.Em seguida, veio a segunda rajada, da qual dois tiros atingiram a doméstica no peito esquerdo e em um dos antebraços. Naquele momento, pouco antes das 2h, a alegria cedia lugar ao desespero para tentar salvar Jucileide e, mais tarde, à dor de seus familiares por ter que sepultá-la em pleno Natal.A doméstica ainda foi levada por parentes e amigos ao Hospital Roberto Santos, em Narandiba, mas já chegou morta.O corpo dela foi sepultado na tarde desta sexta, no Cemitério de Pirajá. Ninguém parou para conversar com a reportagem. Havia uma preocupação em não aparecer na televisão e no jornal. “Coloque que foram traficantes da Baixa do Manu”, disse uma mulher, enquanto passava.”Uma pessoa maravilhosa. Trabalhadora. Não se envolvia em nada. Ela estava na casa, na laje da casa da irmã comemorando o Natal com a família. Ela não se envolvia em nada”, disse uma mulher, sem se identificar, ao passo que caminhava em direção ao portão de saída do cemitério. “Se foi a guerreira”, falava um homem enquanto deixava o lugar. Uma filha de Jucileide disse que não falaria porque precisava ir embora.

145112475587

Rivais

Informações registradas na Polícia Civil dão conta de que os tiros foram disparados por traficantes da região em direção ao imóvel. De acordo com informações da Central de Polícias, a doméstica foi ferida durante uma troca de tiros entre traficantes de facções rivais.Ainda de acordo com informações registradas na Polícia Civil, a irmã dela afirmou não saber quem eram as pessoas envolvidas no tiroteio, tampouco onde residem.Até o início da noite desta sexta, os suspeitos do crime não haviam sido identificados. Durante a tarde, quatro viaturas da Polícia Militar faziam ronda na região da Baixa do Manu, conforme relatos de moradores. A reportagem não confirmou se a ação da PM tinha alguma relação com a morte da mulher.(A Tarde)

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here